22 de Janeiro, 2021 - 10:10 ( Brasília )

Aviação

Cerimônia em Brasília (DF) celebra os 80 anos do Comando da Aeronáutica

Presidente da República, Jair Bolsonaro, presidiu a solenidade, que foi realizada nesta quarta-feira (20)

Tenente Flávia Rocha E Capitão Oliveira Lima

A Força Aérea Brasileira (FAB) realizou, nesta quarta-feira (20), na Ala 1, em Brasília (DF), a cerimônia militar alusiva aos 80 anos do Comando da Aeronáutica. O Presidente da República, Jair Bolsonaro, presidiu a solenidade, acompanhado do Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez.

Participaram, ainda, do evento o Vice-Presidente da República Federativa do Brasil; Ministros de Estado do Governo Federal; os Comandantes da Marinha do Brasil e do Exército Brasileiro; entre outras autoridades civis e militares. 

Em seu discurso, o Presidente Jair Bolsonaro destacou a importância da Força Aérea Brasileira para o País. “A nossa Força Aérea, nessa primeira parte da entrega de vacinas no Brasil, cumpriu a sua missão. Isso é motivo de orgulho, tendo em vista o seu planejamento e a sua organização, o seu patriotismo e o seu sentimento de defesa dos direitos humanos, que vem da alma, vem do coração de cada militar da nossa Força Aérea”, enfatizou.

O Tenente-Brigadeiro Bermudez falou sobre o significado da data para os militares: “Hoje é dia para também externarmos o orgulho da Força Aérea Brasileira, que, desde a sua criação, de sua gênese, são as asas que protegem o País”, reforçou. Na ocasião, o Comandante da Aeronáutica também comentou sobre o trabalho realizado pela FAB em prol de todo o Brasil no enfrentamento à COVID-19.

“Nesta madrugada, nós tivemos um C-130 e um KC-390 transportando oxigênio líquido e gasoso do Rio de Janeiro para Manaus; um C-99 transportou pacientes evacuados de Manaus para São Luís; um C-105 Amazonas transportou oxigênio gasoso para Tabatinga e Tefé; e um C-97 Brasília transportou médicos de Boa Vista para Manaus. Neste momento, nós temos um C-95 Bandeirante transportando um fígado entre Campo Grande e Belo Horizonte; um U-100 Phenom transportando um coração entre Campo Grande e São Paulo, um C-105 transportando oxigênio entre Manaus e Tefé;  e um C-105 realizando UTI Aérea entre Manaus e Brasília com pacientes com COVID-19”, declarou.

Homenagem especial

A solenidade foi marcada por uma homenagem especial a um dos precursores do Comando da Aeronáutica, o Tenente-Brigadeiro do Ar Rodopiano de Azevedo Barbalho, quem ingressou na FAB em 02 de março de 1942, compondo a primeira turma de Oficiais Aviadores da recém-criada Força Aérea Brasileira. Mais tarde, chefiou a Comissão de Aeroportos da Região Amazônica e chegou a voar nas asas do Correio Aéreo Nacional.

Marca alusiva aos 80 anos

A fim de dar relevo a este momento histórico, as aeronaves da Força Aérea Brasileira receberam em sua pintura a marca alusiva aos 80 anos do Comando da Aeronáutica. Durante a cerimônia, o Presidente da República, acompanhado pelo Ministro da Defesa e pelo Comandante da Aeronáutica, fizeram o descerramento da bolacha do helicóptero VH-35.

Selo Personalizado e Carimbo Comemorativo

Como parte das comemorações, o Ministério das Comunicações e a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos lançaram, durante o evento, o Selo Personalizado e o Carimbo Comemorativo alusivos ao octogésimo aniversário do Comando da Aeronáutica.

O Selo Personalizado descreve em sua arte a marca dos 80 anos do Comando da Aeronáutica, o Gládio Alado, o Cruzeiro do Sul e um vetor que representa todas as aeronaves constantes do acervo da FAB e as que atualmente equipam uma Força Aérea moderna e engajada em sua missão de controlar, defender e integrar o território nacional.

Criação

Aos 20 dias de janeiro do ano de 1941 foi criado o Ministério da Aeronáutica, órgão que precedeu o Comando da Aeronáutica, e cujas atribuições iniciais eram estudar e despachar todos os assuntos relativos à atividade da aviação nacional, dirigindo-a técnica e administrativamente.

Com o tempo, passou a gerir os assuntos ligados à política aeroespacial, à indústria aeronáutica, à infraestrutura aeroportuária, à aviação civil e ao gerenciamento da Força Aérea Brasileira – seu braço armado. Ao celebrar seus 80 anos e no pleno exercício de suas atribuições constitucionais, a Força Aérea Brasileira atua, ininterruptamente, em terra e nos céus, na edificação de um Brasil mais forte e mais justo.

Fotos: Soldados Thallys Amorim e Wilhan Campos/CECOMSAER