06 de Julho, 2020 - 11:11 ( Brasília )

Aviação

CGNA recebe visita do Comandante da Aeronáutica e membros do Alto-Comando

Comitiva acompanhou trabalhos da Organização Militar no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (02)

Tenente Felipe Bueno E Tenente-Coronel Santana

O Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), unidade subordinada ao Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), recebeu, nesta quinta-feira (02), a visita do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, que estava acompanhado de membros do Alto-Comando da Força Aérea Brasileira (FAB): Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Augusto Amaral Oliveira; Comandante de Operações Aeroespaciais, Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas; Comandante-Geral de Apoio da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior; Comandante de Preparo, Tenente-Brigadeiro do Ar Luiz Fernando de Aguiar; Diretor-Geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo, Tenente-Brigadeiro do Ar Heraldo Luiz Rodrigues; Chefe de Logística e Mobilização do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), Tenente-Brigadeiro do Ar João Tadeu Fiorentini; além de outros Oficiais-Generais, Comandantes, Chefes e Diretores de Organizações Militares da FAB.

O Chefe do CGNA, Coronel Aviador Sidnei Nascimento de Souza, comentou sobre a oportunidade de apresentar as atividades da Organização Militar ao alto escalão da FAB. "Para o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea, foi uma honra receber o Comandante da Aeronáutica, acompanhado do Alto-Comando e de equipe de mais elevado nível. O CGNA é um centro de referência na comunidade aeronáutica internacional", explicou.

A comitiva assistiu a uma apresentação sobre da atuação do CGNA, a qual destacou exemplos da participação da organização em grandes eventos e o empenho para aumentar a capilaridade na distribuição de órgãos para transplante no Brasil que conta, hoje, com um enfermeiro plantonista do Sistema Nacional de Transplantes (SNT) disponível 24 horas. Em seguida, visitou a Sala de Comando e Controle e a estrutura operacional da unidade, responsável pelo gerenciamento de todos os voos dentro da área de controle do espaço aéreo brasileiro.

Atualmente, o CGNA também tem apoiado a Operação COVID-19, adotando medidas para promover o equilíbrio entre a demanda e a capacidade, envolvendo a coordenação entre as entidades internacionais de gerenciamento de fluxo de tráfego aéreo, para prover a continuidade dos voos relacionados às causas humanitárias, emergências médicas, busca e salvamento, voos de Estado, entre outros.

O Comandante da Aeronáutica falou sobre a importância da atuação do CGNA. "A visita revestiu-se de grande importância, uma vez que possibilitou a todos os integrantes do Alto-Comando ampliar os conhecimentos acerca do trabalho dos profissionais que ali atuam, ordenando e dando agilidade ao fluxo aéreo, e voltados para uma melhor gestão da navegação aérea em nosso País, com elevada segurança operacional.

Isto resulta em sermos reconhecidos mundialmente pela Organização da Aviação Civil Internacional [OACI], pela Agência Europeia para a Segurança da Navegação Aérea [EUROCONTROL, do inglês, European Organization for the Safety of Air Navigation], pela Administração Federal da Aviação Norte-americana [FAA, do inglês, United States Federal Aviation Administration], e por tantos outros importantes organismos internacionais, como referência pelo alto nível de trabalho apresentado", afirmou o Tenente-Brigadeiro Bermudez.

Fotos: Soldado Anderson Soares/CECOMSAER