COBERTURA ESPECIAL - Argentina - Inteligência

25 de Setembro, 2020 - 01:20 ( Brasília )

Argentina - Agencia Inteligência (AFI) torna público ações e nomes de agentes

Por ordem da interventora, foi publicado o livro de atas de todos os movimentos administrativos da Agência Federal de Inteligência da Argentina.



Cristina Liliana Caamaño Iglesias Paíz , atual interventora da Agência Federal de Inteligência da Argentina (AFI), para dar maior seriedade e transparência na gestão administrativa, mandou digitalizar, e publicou no site da AFI, o livro de atas onde são registrados todos os atos e acontecimentos da gestão da inteligência da Argentina.

A falta de experiência e de bom senso fez com que não percebesse que o órgão que preside é justamente uma agência de inteligência - vale a pena ressaltar. A entidade maneja informações sensíveis e possui vínculos com as demais agências internacionais.

O Sistema Nacional de Inteligência da Argentina é composto pela Agência Federal de Inteligência; a Direção de Inteligência Criminal e Investigações do Ministério da Segurança” e a Direção Nacional de Inteligência Militar Estratégica do Ministério da Defesa e “devem contribuir para a tomada de decisões em matéria de segurança” da Nação.


 



Este livro de atas digitalizado (que logicamente já está nas mãos de jornalistas, curiosos, organismos internacionais e outros interessados), contém os nomes e sobrenomes dos agentes que solicitaram a aposentadoria e a quem foi concedida, bem como a quais agentes.  Levantaram o segredo para ele testemunhar nos casos federais em Comodoro Py, nos convênios firmados, etc. Não temos apenas universidades lá, mas também organismos nacionais e internacionais.

Mas o pior é que também são detalhados os agentes dos serviços de inteligência estrangeiros que estão destacados na Argentina, e da mesma forma, os agentes argentinos que estão desempenhando funções no exterior.

Uma fonte confiável confessou ao portal Data24 uma "qualidade" da interventora. Ele parafraseou Jorge Luis Borges: “Nem mesmo a mais extravagante paródia ou sátira do filme Missão Impossível pode corresponder à realidade da AFI Argentina; por isso a interventora não é boa nem má, ela é insuperável ”.


Nota DefesaNet
 
Para minimizar e distrair a atenção, o jornal governista Pagina12, publicou informações, que teoricamente prejudicam ao governo anterior de Mauricio Macri.

Publicou notas de relatório de monitoração dos familiares dos membros da tripulação do submarino ARA San Juan, que naufragou ,em 15 Novembro 2017, no fundo do Atlântico Sul. Morreram os 44 tripulantes.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Prosub

Prosub

Última atualização 24 OUT, 19:53

MAIS LIDAS

Argentina