COBERTURA ESPECIAL - Mão Amiga - Terrestre

21 de Janeiro, 2022 - 09:20 ( Brasília )

Comando Militar do Nordeste inicia preparação da tropa que assumirá o 13º Contingente da Operação Acolhida

A Operação Acolhida é uma ação conjunta e interagências que acontece desde fevereiro de 2018 e visa proteger os venezuelanos que atravessam a fronteira

O Comando Militar do Nordeste (CMNE) realizou, no dia 17 de janeiro, uma solenidade para marcar o início da preparação de militares que integrarão o 13º Contingente da Força-Tarefa Logística Humanitária para o Estado de Roraima (Operação Acolhida). A atividade ocorreu no 4º Batalhão de Polícia do Exército, em Recife.

Aproximadamente 300 militares dos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe vão compor a tropa com mais 200 militares do Comando Militar do Norte (CMN) e substituirão o atual 12º Contingente.



Os militares serão submetidos a uma série de instruções teóricas e práticas, que tratam de regras de engajamento, aspectos jurídicos, relacionamento com a população e a imprensa e outros temas, a fim de prepará-los para as tarefas que desenvolverão.

A Operação Acolhida é uma ação conjunta e interagências que acontece desde fevereiro de 2018 e visa proteger os venezuelanos que atravessam a fronteira, prestando auxílio humanitário àquele imigrantes em situação de vulnerabilidade, refugiados da crise política, institucional e socioeconômica que acomete a República Bolivariana da Venezuela.

O Comando Militar do Nordeste já enviou militares em outras ocasiões: em 2018, no 3º Contingente; e em 2020, no 8º Contingente. A previsão é de que os militares comecem o embarque para o rodízio dos contingentes em fevereiro.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


RESET

RESET

Última atualização 28 MAI, 18:13

MAIS LIDAS

Mão Amiga