COBERTURA ESPECIAL - Mão Amiga - Terrestre

20 de Abril, 2021 - 21:23 ( Brasília )

Gen Ex Edson Leal Pujol - Palavras de Despedida


PALAVRAS DE DESPEDIDA DO
COMANDANTE DO EXÉRCITO
Brasília DF 20 Abril 2021
(Itálicos DefesaNet)



GEN EX EDSON LEAL PUJOL

 
 
Ainda permanece bem viva em minha memória a emoção que senti no dia 11 de janeiro de 2019, quando assumi o cargo de Comandante do Exército Brasileiro. Naquela ocasião, ao mesmo tempo em que me sentia extremamente honrado, estava perfeitamente ciente da grande responsabilidade que estava recebendo.

Entretanto, em meio àquele turbilhão de sentimentos e a muitas expectativas, destacava-se, principalmente, a certeza de que seria uma Missão extremamente gratificante e que seria uma grande oportunidade de contribuir em muito para com o meu Exército e para com o meu País. Em nenhum momento, a grandeza da missão e a dimensão do desafio a enfrentar perturbaram a minha serenidade ou me constrangeram. Não me sentia intimidado porque estava ciente da qualidade dos militares e civis com quem iria trabalhar e da equipe que contaria para me assessorar. Sabia também que, naquela altura da minha vida profissional, os meus quase 50 (cinquenta) anos de Exército me proporcionariam o conhecimento e a experiência necessária para enfrentar tamanha responsabilidade.

Passados pouco mais de dois anos, posso afirmar, convicto, que encerro um capítulo marcante de minha vida pessoal e profissional, rico de experiências e pleno de realizações.

Desde o início dessa jornada, busquei orientar o trabalho levando em consideração algumas premissas: primeiro, os mais altos interesses da Nação Brasileira; segundo, todo o trabalho deveria estar direcionado para aumentar a Operacionalidade do Exército Brasileiro, buscando sempre fortalecer e ampliar a sua capacidade de cumprir as suas Missões Constitucionais; terceiro, deveria estar perfeitamente alinhado com as diretrizes do Presidente da República, Comandante Supremo das Forças Armadas e do Ministro da Defesa, e sempre em conjunto e integrado com as demais Forças, Marinha e Força Aérea; e quarto, buscaria dar continuidade ao Processo de Transformação e Racionalização já em curso no Exército, iniciado e conduzido pelos meus antecessores.

A seguir, passo a destacar um pequeno resumo daquilo que foi realizado nesses quase dois anos e quatro meses.

No intuito de fortalecer o Sistema de Comunicação Social do EB foram tomadas as seguintes medidas: a ampliação do Sistema Verde-Oliva de Rádio; incremento e aprimoramento das campanhas de ingresso no Exército, de apoio à família militar, de doação de sangue, de preservação do meio ambiente, de combate à pandemia (Operação COVID-19) e da participação histórica do Exército Brasileiro na II GM (75 anos da FEB).

Cabe destacar, também, o avanço nas Mídias Sociais, tanto em sua normatização, quanto no incremento do número de seguidores e inscritos. Durante esse período, alcançamos números de destaque. No Twitter, ultrapassamos 1 (um) milhão de seguidores; no Facebook, beiramos os 4 (quatro) milhões; no Instagram, nos aproximamos dos 2 (dois) milhões; e no YouTube, a inovação da TV Verde-Oliva, com grade moderna e interativa, atingirá a marca de 1 (um) milhão de inscritos, em breve. Ao todo, com o recém-criado LinkedIn, serão quase 8 (oito) milhões de usuários, que representam imenso potencial de alcance para a Comunicação Estratégica do Exército.

Sempre em busca de aprimoramento e inovação, a Comunicação Social do Exército lançou, em 2019, o Módulo Auxiliar de Relações Públicas, o chatbot Max, a primeira experiência de Inteligência Artificial do Exército. Desde então, Max vem avançando na carreira à medida que amplia sua capacidade de resposta. Hoje, o Cabo Max é único no mundo. Além de atender a cerca de 30 mil pessoas e a responder a quase 100 mil mensagens somente neste ano, divulga o ingresso na Força e reforça nossos valores e tradições, ao reverenciar a figura histórica do Sgt Max Wolf Filho, herói da Força Expedicionária Brasileira.

No tocante ao Sistema de Controle Interno do Exército foi importante a utilização de ferramentas estratégicas com foco na vertente preventiva, avançando em técnicas de auditoria interna governamental. Neste período de pouco mais de dois anos, foram concluídas 177 (cento e setenta e sete) Tomadas de Contas Especiais, aumentando em quase 10 (dez) vezes o número de TCEs realizadas nos 4 (quatro) anos anteriores. Dessa forma, agregou-se valor à gestão, protegendo a Instituição e a Administração Pública, possibilitando a recuperação de quase 180 (cento e oitenta) milhões de Reais para os Cofres Públicos, e ampliando as perspectivas de sucesso no cumprimento dos objetivos delineados no Plano Estratégico do Exército e nas Diretrizes do Comandante da Força.

Na área de Pessoal, a Dimensão Humana do Exército recebeu atenção especial onde as realizações proporcionaram melhoria nos processos e atendimento aos preceitos da Administração Pública. Foi criado o Cadastro Anual de Movimentações do Exército (CAMEx), simplificando o processo para os militares de carreira; houve uma atenção muito especial no aumento das Medidas de Prevenção ao Suicídio, atendendo uma demanda atual para enfrentar esse flagelo; a implantação da Prova de Vida Digital, trazendo mais conforto para os pensionistas; foram otimizados os processos de alistamento militar, economizando-se tempo e evitando deslocamentos desnecessários para o cidadão.

Ademais, foi buscado um incremento na estrutura física de apoio à saúde com a aprovação da Diretriz do Novo Hospital Militar de Área de Brasília; a elaboração da Diretriz do Novo Hospital Geral de Salvador; foi consolidada a transformação do Hospital de Santa Maria para Hospital Geral; a preparação da Diretriz para a construção do Posto Médico de Macapá; e, os estudos para transformação do Posto Médico de Belo Horizonte em Policlínica Militar.

Merece um especial destaque a atuação no enfretamento ao Covid19, onde a ativação e a operação do Centro de Coordenação de Operações em Saúde (CC Op Sau) foram fundamentais para proporcionar o correto gerenciamento no âmbito do Exército e o assessoramento oportuno e atualizado. Tudo isso possibilitou ao Comando do Exército a tomada de ações de forma antecipada para que os impactos à operacionalidade fossem os mínimos, além de se manter a Família Militar bem assistida e atendida em suas necessidades de saúde face aos efeitos da Pandemia.

Uma atenção redobrada foi destinada à extensão da permanência de profissionais de saúde e do aumento dos efetivos convocados nesta área, ao treinamento e capacitação específica, em especial para as Equipes de Tratamento Intensivo destinadas ao combate à Pandemia. Adicionalmente, foram estabelecidos protocolos rígidos na Triagem, Atendimento e Execução de Testes aos “Casos Suspeitos”, disponibilização de Medicamentos e Tratamentos adequados o mais cedo possível, buscando prevenir o agravamento da doença. Em paralelo, foram ampliadas antecipadamente as capacidades de internação, com o aumento significativo de leitos das Enfermarias e das UTIS, em todo o Sistema de Saúde do Exército, além do desdobramento dos Módulos de Hospitais de Campanha onde e quando fossem necessários. Isto permitiu que, até o momento, não faltassem atendimentos e internações adequadas aos militares e seus familiares, além de conseguirmos reduzir em muito os índices de mortalidade em todo o pessoal da ativa em comparação com a média nacional e internacional, mesmo não parando de trabalhar um só dia.

Na vertente das Operações Terrestres cabe destacar a consecução de todos os objetivos operacionais delineados e o estado de prontidão atingido por nossa tropa, a despeito de todas as adversidades. Nesse sentido, vale mencionar o Grande Exercício de Adestramento realizado na Região Amazônica com grande efetivo e meios trazidos de várias partes do País. Também foram cumpridos compromissos internacionais como a Operação ARANDU 2020, exercício binacional realizado com o Exército Argentino; e, a Operação CULMINATING 2021 com o Exército Norte-americano, fortalecendo os laços de união, cooperação e amizade com as Nações Amigas.

Além disso, a execução do Projeto SISPRON, conduzido pelo COTER, permitirá que o Exército Brasileiro conte permanentemente com Forças de Prontidão de natureza diversas (blindada, mecanizada, motorizada, paraquedista, leve, aeromóvel e de selva), além de distintos módulos especializados, que agregam capacidades de inteligência, aviação, SARP, G Ciber, G Elt, Op Info, Op Psico e DQBRN, além dos Ap Fogos e AAAe, Eng e C2.

Esta Força no valor de 1 (uma) Divisão de Exército, com 6 (seis) Brigadas e mais os apoios e módulos especializados, está passando pelas fases de preparação e certificação, a fim de alcançar o estado de Permanente Prontidão por um período de 8 (oito) meses, quando serão substituídas. Durante este período fase estará apta a ser empregada num curto espaço de tempo, atendendo em excelentes condições as necessidades previstas num amplo espectro dos conflitos, em Op Guerra e Não Guerra, tanto na Defesa da Pátria, quanto em Op GLO, Ap Defesa Civil em calamidades públicas e eventuais atuações sob a égide de Organismos Internacionais.

Cabe, ainda, ressaltar a atuação do Exército Brasileiro na Operação ACOLHIDA, em apoio às Forças coirmãs e coordenado pelo Ministério da Defesa, que tem proporcionado o acolhimento e interiorização de cerca de 48.000 estrangeiros em situação de vulnerabilidade.

Já nas Operações VERDE BRASIL I e II, a maior contribuição é da preservação do meio ambiente, demonstrando a capacidade da Força Terrestre em atuar proativamente para combater crimes ambientais e focos de incêndio.

No campo da Ciência e Tecnologia, o Sistema Defesa, Indústria e Academia de Inovação (SisDIA), foi impulsionado com a maior aproximação e integração com órgãos diversos, entre os quais a Confederação Nacional da Indústria (CNI), incluindo as Federações Estaduais, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e diversas Universidades públicas e privadas. Além disso, trabalhou-se no encaminhamento à área governamental do “Plano de Negócios IMBEL não Dependente”, favorecendo o desenvolvimento e à obtenção de sistemas e materiais de emprego militar e de incentivos à construção de parcerias nacionais e internacionais.

No Programa Amazônia Conectada (PAC) prosseguiu-se no lançamento de cabos ópticos subfluviais na calha dos principais rios amazônicos e o estabelecimento de uma extensa rede de comunicações.

Também devemos mencionar que tiveram prosseguimento e estão em fase final de desenvolvimento o Míssil Tático de Cruzeiro para ser lançado pela plataforma do ASTROS 2020, com um alcance de 300 Km e de alta precisão, a Família de Radares para Multiemprego e o Rádio Definido por Software, entre tantos outros trabalhos de pesquisa e desenvolvimento.

Na área da Educação e Cultura avançou-se no fortalecimento do Sistema Colégio Militar do Brasil. Foi iniciado o funcionamento do Colégio Militar de São Paulo e a construção da sua futura sede; prosseguiu-se na implantação do Colégio Militar de Belém; e, a continuidade do estudo para a criação de um Colégio Militar na Vila Militar/RJ. Merece ser destacada a condução de todo o Sistema de Educação e Cultura do Exército durante a pandemia da COVID-19, onde foram desencadeadas medidas que permitiram à continuidade das atividades de ensino programadas.

Um cuidado particular foi dedicado à preservação da História do Exército, atividade essencial ao espírito de identidade que nos une como pessoas e como Nação. Assim, foi entregue uma nova galeria dos antigos Comandantes, de fácil acesso aos visitantes do Quartel-General; o Projeto da Alameda dos Próceres que está em pleno andamento para ser inaugurado no Bicentenário da Independência, em 2022; bem como o projeto do Memorial Duque de Caxias na Academia Militar das Agulhas Negras.

No tocante ao Departamento de Engenharia e Construção (DEC) as atividades foram intensas e proveitosas. O Exército Brasileiro, por meio do Sistema de Obras de Cooperação, nos anos de 2019 e 2020, continuou cooperando com o desenvolvimento nacional, participando de obras de restauração, conservação e de construção rodoviária (num total aproximado de 730 Km), e de implantação de ferrovias.

Nesse contexto, destacam-se:

1) pavimentação da BR 163/PA (importante obra de integração do corredor Norte de grãos);
2) duplicação da BR 116/RS (principal via de acesso ao Sul do Estado e ao porto de Rio Grande);
3) início das obras da implantação ferroviária – FIOL- Ferrovia de Integração Oeste-Leste (importante via de escoamento de produção de grãos, álcool e minérios);
4) início da pavimentação da BR 156 no Amapá;
5) ampliação e restauração do aeroporto de Dourados/MS;
6) início das obras na Barragem de Arvorezinha (convênio com a Prefeitura de Bagé/RS, que vai garantir o abastecimento contínuo de água à população daquela região).

 

Devemos mencionar também o estabelecimento de parcerias com o MDR, estados e municípios, para perfuração de poços artesianos no NE e Sul do País.

Ainda dentro do Sistema de Engenharia e Construção houve a entrega de novos Próprios Nacionais Residenciais (PNR) em Brasília e em outras Guarnições; o asfaltamento das Avenidas do Exército e Duque de Caxias, bem como a revitalização da sinalização de trânsito, no Setor Militar Urbano, favorecendo a segurança da família militar e demais usuários destes importantes eixos de circulação de Brasília; a implantação de Usinas de Geração de Energia Solar para o atendimento ao QGEx e parte dos PNR do SMU, com benefícios diretos ao meio ambiente e com redução significativa de custos.

Outra importante atividade foi a alienação patrimonial do Pátio Ferroviário de Brasília, que possibilitará grandes benefícios ao Exército como a permuta por imóveis a construir, a manutenção de imóveis ou mesmo, a aquisição de material de emprego militar.

Nesse período tive a oportunidade de conviver, trabalhar e ombrear com seres humanos extremamente profissionais, responsáveis e comprometidos com o cumprimento do dever e com a Pátria. Destaco a condução capaz e serena do Órgão de Direção Geral, o Estado-Maior do Exército (EME), que permitiu visualizar o rumo certo e objetivo para o Exército do futuro, além de perfeita sinergia com todos os Órgãos de Direção Setoriais. Um exemplo disso foi o esforço integrado pelo EME, COTER e COLOG para a recomposição dos níveis de estoques de explosivos e munições do Exército, fundamental para a operacionalidade da Força Terrestre.

Outro trabalho silencioso, mas primordial foi o completamento das estruturas dos Grandes Comandos e Grandes Unidades Operacionais do Exército, como a 1ª Bda Inf Selva, em Boa Vista - RR; bem como a reativação da 6ª Divisão de Exército, em Porto Alegre - RS; tudo visando ao fortalecimento da capacidade de defender a integridade territorial e manter a nossa soberania.

Sendo assim, foram racionalizados os investimentos; reduzidos e empregados judiciosamente os efetivos; e, revisados os Programas Estratégicos com o objetivo de modernizar a Força Terrestre, além da continuidade ao Portfólio Estratégico do Exército.

No Sistema de Inteligência do Exército cabe destacar o Programa Estratégico Lucerna, visando alcançar a superioridade informacional. Como resultado, foi concebida e recentemente inaugurada a nova Escola de Inteligência Militar do Exército (EsIMEx). Ainda neste contexto, foi implantado o Núcleo do mais novo Batalhão de Inteligência Militar, o 1º BIM, no CMS, em Porto Alegre/RS. E, já está em fase final de estudo a implantação, até o final de 2022, o 4º Batalhão de Inteligência Militar, no CMA, em Manaus/AM.

O Programa Estratégico Defesa Cibernética foi reorganizado e contou com a ampliação e modernização do Centro de Instrução de Guerra Eletrônica. Já o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON) continuou com sua implantação, recebendo sensores e meios de comunicações e de tecnologia da informação e expandindo suas novas fases para o CMS e para o CMA.

A continuidade dos Programas Estratégicos ASTROS 2020, DEFESA ANTIAÉREA e GUARANI foi marcada pelo recebimento de materiais de alto valor tecnológico, onde destacam-se as Viaturas Unidade de Controle de Fogo, Centros de Operação Antiaéreas Eletrônicos de Seção, Conjuntos de Comando e Sistemas de Armas Automatizado REMAX, além do recebimento de 130 (cento e trinta) novas Viaturas GUARANI nesses últimos dois anos.

No Comando Logístico, a ênfase foi na manutenção do MEM visando a melhoria da operacionalidade da Forca Terrestre. Para tanto, foram melhorados diversos processos, trazendo agilidade e economia. Outro avanço significativo foi na legislação e no atendimento aos usuários das Seções de Fiscalização de Produtos Controlados.

O EME atuou, decisivamente, junto com todo o Exército e, em especial, a SEF e Assessoria Parlamentar do Gab Cmt Ex na aprovação do Sistema de Proteção Social e reestruturação da carreira dos militares, assegurando de forma permanente, uma substancial melhoria na remuneração, na pensão, na saúde e na assistência aos militares das Forças Armadas e seus dependentes, além de recuperar uma série de perdas salariais dos últimos 20 anos, valorizando a profissão militar e baseando-se, principalmente, na meritocracia.

O bem-estar da Família Militar também foi uma diretriz alcançada em todos os níveis. Nesse sentido, ressalto a atuação da Secretaria Geral do Exército na revitalização do Clube do Exército de Brasília, sedes do Setor Militar Urbano (SMU) e do Lago Sul, num esforço para a melhoria da qualidade de vida dos usuários nesta Guarnição.

Durante esse tempo, em todas as atividades desenvolvidas, os resultados foram bastante significativos, o que atesta a destacada capacidade profissional de cada um integrante da Força Terrestre e a importância do trabalho de uma equipe coesa e responsável. Destaco as visitas realizadas em todos os rincões do território nacional, onde pude estabelecer contato direto com os soldados da ponta da linha que cumprem o sagrado dever de servir à Pátria.

Ao término deste período vivido de forma intensa, levo a certeza e a satisfação da Missão Cumprida. Saio de cabeça erguida e agradecido ao meu Exercito e ao meu País por tudo que me proporcionaram. Muito mais do que eu merecia. Tantas coisas boas, tantas experiências vivenciadas, tantos desafios, lutas e conquistas. Entre tudo isto incluo, na melhor parte as amizades sinceras e leais que construímos e vivenciamos, e que ficarão eternizadas, em especial os companheiros da Turma de 1977, a melhor turma já formada na Academia Militar das Agulhas Negras.

Finalmente, cumpre-me reconhecer a dedicação de todos e agradecer o trabalho e apoio prestados. Gostaria de agradecer, primeiramente, ao Supremo Criador por ter me concedido saúde, serenidade, estabilidade e me iluminado com discernimento para conduzir os trabalhos rumo à consecução dos objetivos traçados.

Ao Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, Comandante Supremo das Forças Armadas, por ter me nomeado para esta importante e honrosa missão.  Ao Senhor Ministro da Defesa, General FERNANDO, por ter me indicado para o cargo, por sua liderança e exemplo, pela lhaneza no trato e consideração com que sempre me distinguiu; pela orientação segura, judiciosa e oportuna; e, sobretudo, pelo respeito, consideração e amizade, que permitiram o cumprimento das variadas missões, em um ambiente de total confiança, lealdade e sã camaradagem.

Aos prezados amigos Almirante-de-Esquadra ILQUES Barbosa Júnior, Comandante da Marinha do Brasil; e, ao Tenente-Brigadeiro do Ar Antônio Carlos Moretti BERMUDEZ, que comigo trabalharam ombro-a-ombro, comandando as Forças coirmãs, os meus agradecimentos pelo eficiente trabalho em equipe, pela ajuda fraterna, troca de experiências, relacionamento franco e leal; e, pelas inúmeras demonstrações de apreço, amizade, solidariedade e apoio recebidos.

A todos os integrantes do Alto Comando do Exército, pelo constante apoio, pelos exemplos de liderança, permanente disponibilidade e prontidão no atendimento das demandas, pela constante troca de experiências, pelo relacionamento franco e pelas inúmeras demonstrações de apoio, união, apreço, lealdade, respeito, amizade e cooperação.

É importante assinalar também os meus profundos agradecimentos aos diversos representantes dos poderes constituídos em todas as esferas, pelo total prestígio, consideração, parcerias e apoios irrestritos dispensados ao Exército Brasileiro e a minha pessoa.

Aos integrantes do Gabinete do Comandante do Comandante do Exército, militares e civis, companheiros de lida diária, os meus sinceros agradecimentos pelo assessoramento oportuno e altamente responsável e profissional, pelo empenho, dedicação e trabalho qualificado, pelo entusiasmo e sentimento do dever, pela disciplina intelectual e pela lealdade e amizade a mim dispensadas.
Aos meus assessores diretos, assistentes e integrantes do meu Estado-Maior Pessoal, companheiros fiéis e eficientes da labuta diária, agradeço pelo suporte essencial para que eu pudesse cumprir o meu trabalho com confiança e serenidade, mesmo nos momentos mais atribulados, mas sempre de maneira justa e perfeita.

A vocês todos, homens e mulheres, civis e militares, integrantes da Força Terrestre, agradeço a excepcional dedicação. Vocês são credores da minha eterna gratidão e do meu sincero reconhecimento pelo brilhante desempenho, pela superação de obstáculos e adversidades, pelas missões muito bem cumpridas, pelas vitórias alcançadas e pelos objetivos conquistados.

Vocês são os verdadeiros responsáveis por alcançarmos os resultados altamente positivos no cumprimento de uma gama variada de missões simultâneas, complexas, sensíveis e importantes para a Nação Brasileira.

Neste momento, quero também registrar, uma homenagem especial a minha família. Regina, Leonardo, Diego e Marcelle, pelo constante apoio físico e espiritual, foram o meu sustentáculo firme e seguro que me proporcionou a tranquilidade e o estímulo necessários para realizar o meu trabalho da melhor maneira possível. Vocês são pessoas muito especiais e tenho o orgulho de tê-los comigo nesta jornada terrena.

Ao meu sucessor, desejo muita saúde, sabedoria e estabilidade na condução do Exército de CAXIAS, que sua nobre e honrosa missão seja coroada de êxitos. Meu dileto amigo Gen PAULO SÉRGIO! Estou certo que a sua experiência adquirida no decorrer da exitosa e destacada carreira, a sua excepcional capacidade profissional, o seu entusiasmo de militar de escol, aliados ao seu ilibado caráter e espírito agregador, servirão de alicerce para apoiar suas decisões e vencer toda sorte de obstáculos.

Finalmente, rogo ao Grande Arquiteto do Universo que abençoe a todos com muita Saúde, Força e União e ilumine seus caminhos!

Muito obrigado a todos! Sejam muito felizes!

 

MONTANHA!  CAATINGA!  AEROMOVEL!  SELVA!  CAVALARIA!  AÇO!

ANTES DE TUDO INTELIGÊNCIA!!!

BRASIL ACIMA DE TUDO!!!


 


VEJA MAIS