COBERTURA ESPECIAL - Mão Amiga - Naval

31 de Julho, 2020 - 16:20 ( Brasília )

Operação “Pantanal” segue com ações diárias de combate a incêndios


A Operação “Pantanal”, deflagrada pelo Ministério da Defesa no dia 25 de julho, em apoio ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul no combate aos focos de queimadas no bioma Pantanal, segue com ações diárias na região.

O Centro de Coordenação da Operação, conduzido pelo Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN), no município de Ladário-MS, reúne esforços da Marinha do Brasil (MB), Exército Brasileiro (EB), Força Aérea Brasileira (FAB), Corpo de Bombeiros de MS, Ibama/Prevfogo e Polícia Militar Ambiental.

As ações de apoio contam com mais de 320 profissionais, entre militares, brigadistas e civis, e com o emprego de cinco aeronaves: Super Cougar e Esquilo (UH-12), da MB; Pantera, do EB; Blackhalk e Hércules, da FAB.



As aeronaves são empregadas em voos de reconhecimento, transporte de militares/brigadistas e lançamentos de água. Em quatro dias, as aeronaves Esquilo e Super Cougar realizaram 66 investidas com o bambi bucket, tipo de bolsa localizada na parte externa da aeronave capaz de transportar água até o foco de incêndio.

O Hércules, avião cargueiro habilitado para despejar até 12 mil litros de água em cada sobrevoo, já fez quatro lançamentos em dois dias. O total de água despejada pelas três aeronaves nos focos de incêndio foi de 71 mil litros.

As aeronaves Pantera e Blackhalk estão sendo empregadas no transporte de pessoal para as áreas mais afetadas, entre elas, região do Jatobazinho, Castelo e Serra do Amolar.

De janeiro a julho, as queimadas já consumiram cerca de 780 mil hectares na região do Pantanal. Somente neste mês, mais de 180 mil hectares já foram devastados pelo fogo, o que mantém o município de Corumbá na liderança dos focos de calor em Mato Grosso do Sul.



Outras coberturas especiais


Fronteiras

Fronteiras

Última atualização 14 AGO, 13:30

MAIS LIDAS

Mão Amiga