COBERTURA ESPECIAL - Mão Amiga - Terrestre

26 de Novembro, 2019 - 11:20 ( Brasília )

3º Grupo de Artilharia Antiaérea por meio do "Programa Soldado Aprendiz" profissionaliza militares


Está ocorrendo desde o mês de agosto até o mês de novembro, no 3º Grupo de Artilharia Antiaérea (3º GAAAe), o Programa de Certificação da Qualificação Militar, denominado: “Programa Soldado Aprendiz”, que possibilita a formação profissional dos jovem que está prestando o Serviço Militar.

O 3º GAAAe, em julho do corrente ano, foi cadastrado oficialmente como entidade formadora de aprendizagem profissional em Caxias do Sul, junto à Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia.

A organização militar (OM) tornou-se a 14ª entidade qualificadora de jovens aprendizes na cidade e a primeira do Exército Brasileiro a conseguir essa condição. As matérias contidas nos Programas Padrões de Instrução Militar do Exército Brasileiro para os períodos básico, de qualificação e de adestramento (PPB, PPQ e PPA) foram reconhecidas como válidas para fins de aprendizagem profissional, adaptando-as à Classificação Brasileira de Ocupação (CBO).

Atualmente no 3º GAAAe, são oferecidos cinco cursos de formação profissional, a seguir discriminados: Auxiliar de Mecânico Automotivo; Auxiliar de Mecânico Eletricista; Cozinheiro; Garçom; e Motorista. Os cursos são conduzidos e ministrados pelos instrutores e monitores da própria OM, sem necessidade de recursos orçamentários extras.

Em dezembro de 2019 cerca de 40 recrutas receberão o certificado de qualificação profissional expedido pelo 3º GAAAe. Nos cronogramas dos cursos mencionados, foi incluído o módulo de Segurança e Saúde no Trabalho, ministrado por um juiz trabalhista e por engenheiros especialistas em segurança no trabalho, voluntários que se solidarizaram com o propósito da capacitação dos jovens.

Esse módulo tem proporcionado aos militares a cultura do uso dos equipamentos de proteção coletiva e individual, o que reduzirá significativamente os riscos de acidente durante as atividades de rotina da OM. A iniciativa surgiu da Advogada Sandra Sabo de Oliveira, idealizadora do programa soldado aprendiz e doutoranda na Universidade Coimbra, que está desenvolvendo sua tese de doutorado em políticas públicas de empregabilidade de jovens.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Base Industrial Defesa

Base Industrial Defesa

Última atualização 08 JUL, 23:00

MAIS LIDAS

Mão Amiga