COBERTURA ESPECIAL - Venezuela - Geopolítica

04 de Março, 2019 - 23:00 ( Brasília )

Venezuela – Generais Dunford e Gerasimov reúnem-se em Viena

O Chefe do Estado-Maior Gen. Joe Dunford reuniu-se com o Chefe do Estado-Maior da Rússia Gen Valery Gerasimov, em Viena, 04MAR2019

 

As Agências Noticosas tanto a AFP, Reuters e as oficiais como a russa TASS focaram na Síria, e a saída das Forças Americanas daquele país. Mas o texto do encontro permite que os dois militares traçaram a linhas de delimitação e ação na Venezuela.

"Os chefes do estado-maior das Forças Armadas de Estados Unidos e Rússia reuniram-se na Áustria nesta segunda-feira para discutir a situação na Síria, onde uma força militar residual americana será mantida após a derrota territorial do grupo radical Estado Islâmico (EI)", texto da AFP.

Após muita expectativa sobre o encontro dos dois chefes máximos dos poderes militares Americano e Russo, o General Joe Dunford, do Corpo de Fuzileiros Navais, Chefe do Estado-Maior, com o General Valery Gerasimov, chefe do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia, no Palácio de Inverno, em Viena, Áustria, em 4 de março. 2019, confirmou o porta-voz de Dunford, coronel Pat Ryder.

"Os dois chefes militares discutiram a prevenção de conflitos entre as operações da coalizão e as russas na , e trocaram pontos de vista sobre a situação das relações militares entre Estados Unidos e Rússia, bem como a atual situação de segurança internacional na Europa e outros temas-chave", disse Ryder, citado em comunicado.

Desde a entrada da Rússia nesse conflito, em 2015, Moscou e Washington fecharam um acordo para delimitar suas zonas de operação contra o EI e evitar qualquer incidente entre suas respectivas tropas.

"Ambos os comandantes reconhecem a importância de se manter uma comunicação regular para evitar erros de cálculo e promover a transparência e prevenção de conflitos nas áreas onde nossos militares estão operando muito próximos", disse Ryder.A reunião é a primeira desde junho 2018, que ocorreu na Finlândia, e acontece em meio a uma tensão intensa entre Washington e Moscou, no momento em que o Pentágono busca um novo enfoque sobre a Rússia como competidor "de grande poderio".

O presidente americano, Donald Trump, decidiu em dezembro retirar suas tropas mobilizadas no nordeste da Síria, onde cooperaram com forças curdas para expulsar o EI, mas concordou, no fim de fevereiro, em manter um contingente de 200 militares naquele país árabe.

O porta-voz do Joint Chief of Staff americano leu o seguinte comunicado.

Texto original, em inglês, no Box
 
O Chefe do Joint Chiefs of Staff, Gen. Joseph F. Dunford Jr., reuniu-se com o chefe do General do Estado-Maior general da Rússia, Valery Gerasimov, na Áustria.

Os dois líderes militares discutiram a reirada das forças americanas da coalizão e das operações russas na Síria e trocaram opiniões sobre o estado das relações militares entre os EUA e a Rússia e sobre a atual situação da segurança internacional na Europa e sobre outros tópicos importantes.

Além disso, eles também discutiram os esforços para melhorar a segurança operacional e a estabilidade estratégica entre as forças armadas dos EUA e da Rússia.

Os dois líderes reconhecem a importância de manter uma comunicação regular para evitar erros de cálculo e promover a transparência e a desconexão em áreas nas quais nossos militares estão operando em estreita proximidade.

De acordo com a prática do passado, os dois generais concordaram em manter os detalhes de suas conversas privadas.



O general Joe Dunford (Direita), do Corpo de Fuzileiros Navais, Chefe do Estado-Maior, fala com o general Valery Gerasimov, chefe do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia, durante uma reunião no Palácio de Inverno em Viena, Áustria, em 4 de março. 2019. Foto- US DoD




March 4, 2019
 
 
WASHINGTON--Joint Staff Spokesperson Col. Patrick S. Ryder provided the following readout:

Chairman of the Joint Chiefs of Staff Gen. Joseph F. Dunford, Jr. met with Chief of the Russian General Staff Gen. Valery Gerasimov today in Austria.

The two military leaders discussed the deconfliction of Coalition and Russian operations in Syria, and exchanged views on the state of U.S.-Russia military relations and the current international security situation in Europe and other key topics. In addition, they also discussed efforts to improve operational safety and strategic stability between the U.S. and Russian militaries.

Both leaders recognize the importance of maintaining regular communication to avoid miscalculation and to promote transparency and deconfliction in areas where our militaries are operating in close proximity.

In accordance with past practice, both generals have agreed to keep the details of their conversations private.
 

VEJA MAIS