COBERTURA ESPECIAL - Venezuela - Geopolítica

24 de Janeiro, 2019 - 10:35 ( Brasília )

Kremlin diz que Maduro é o presidente legítimo da Venezuela


O Kremlin afirmou nesta quinta-feira que Nicolás Maduro é o presidente legítimo da Venezuela, e que tentativas externas de usurpar o poder no país latino-americano desrespeitam a lei internacional. O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, declarou-se presidente interino na quarta-feira, conquistando o apoio de Washington e levando Maduro, que lidera a nação rica em petróleo desde 2013, a romper relações diplomáticas com os Estados Unidos. O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que interferência externa no país é “inaceitável” e que as declarações de autoridades norte-americanas sugerindo a possibilidade de intervenção militar são muito perigosas.

Rússia alerta EUA contra intervenção militar na Venezuela

A Rússia alertou os Estados Unidos nesta quinta-feira a não intervirem militarmente na Venezuela, dizendo que uma medida desse tipo desencadearia um cenário catastrófico, segundo a agência de notícias Interfax.

O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, declarou-se presidente interino do país na quarta-feira, recebendo o apoio de Washington e de muitos países latino-americanos e levando o presidente socialista Nicolás Maduro, que lidera a Venezuela desde 2013, a romper relações diplomáticas com os Estados Unidos.

Segundo a Interfax, o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Ryabkov, disse que Moscou estará ao lado da Venezuela para proteger sua soberania e o princípio da não interferência em seus assuntos internos.

Ryabkov também disse, de acordo com a agência, que Moscou espera que os Estados Unidos e outros países aumentem a pressão sobre Caracas.

 

Presidente turco Erdogan oferece apoio a venezuelano Maduro


O presidente turco, Tayyip Erdogan, ligou para o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e ofereceu apoio depois que o líder da oposição venezuelana se declarou presidente interino do país, disse um porta-voz do presidente turco nesta quinta-feira.

“Nosso presidente ligou e estendeu o apoio da Turquia ao presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e disse: ‘Meu irmão Maduro! Permaneça de pé, estamos ao seu lado!’”, disse o porta-voz presidencial Ibrahim Kalin no Twitter.

O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, declarou-se presidente interino do país na quarta-feira, recebendo o apoio de Washington e de muitos países latino-americanos e levando o presidente socialista Maduro, que lidera a Venezuela desde 2013, a romper relações diplomáticas com os Estados Unidos.


VEJA MAIS