COBERTURA ESPECIAL - Vant - Aviação

10 de Maio, 2016 - 08:40 ( Brasília )

Santos Lab lança quatro Vants na Drone Show

Aeronaves atendem mercado do agronegócio, mapeamento aéreo, vigilância sanitária, transporte, entre outros

A Santos Lab, uma das pioneiras no mercado brasileiro de Vants (Veículos Aéreos Não Tripulados), apresenta suas novidades para o agronegócio, mapeamento aéreo, vigilância sanitária, transporte, entre outras áreas. A companhia lança quatro aeronaves durante a Drone Show Latin America, que será realizada entre os d8ias 10 a 12 de maio, no Shopping Frei Caneca, em São Paulo – SP.
 
O Colibri é o mais novo integrante da família de drones da empresa. Essa é a primeira aeronave não tripulada brasileira de asa fixa com decolagem e pouso vertical para o mercado agrícola. “A nova ferramenta é ideal para áreas de pista restrita com uma performance muito maior do que os multirotores da mesma categoria de peso”, explica Gabriel Klabin, presidente da Santos Lab. O Vant tem ainda autonomia de 45 minutos no modo “avião” e 20 minutos no modo “helicóptero”.
 
O Carcará III é outra novidade da companhia que será apresentado na feira. Com 4 metros de comprimento e autonomia de 5 horas, o veículo voa até 150 km/h e possui espaço para pequenas cargas. Ele também pode receber sensores a laser, entre outros equipamentos para as mais diversas missões. “O modelo é ideal para atender demandas de saúde, por exemplo, no Amazonas. A equipe de saúde pode enviar vacinas para populações isoladas, sem a necessidade de deslocamento de pessoal. Também é indicado para mapeamento de regiões distantes”, esclarece Klabin.
 
Leve e robusto, o Libélula é outro lançamento da Santos Lab na Drone Show. O veículo foi projetado inicialmente para ações táticas e operações de reconhecimento e vigilância, com capacidade de transportar diversos tipos de cargas pagas. Em sua versão civil, a aeronave recebeu um adaptador para carregar um sistema de aplicação de larvicida a taxa variável programável. Assim, pode atuar diretamente no combate ao mosquito Aedes aegypti. O drone possui capacidade de voo de até 30 minutos e é ideal para operações em ambientes urbanos, rurais ou de difícil acesso.
 
Segundo Klabin, embora sua operação possa ser totalmente automatizada, da decolagem ao pouso, o operador pode intervir no voo e na missão a qualquer momento, de forma intuitiva e fácil: “O sistema pode ainda transportar diversos tipos de sensores ópticos e estabilizados, com um alcance de 20 quilômetros, atendendo as mais diversas necessidades do campo.”

Sucesso da Santos Lab, o Carcará II ganha versão solar. O drone é reconhecido pela robustez e versatilidade, resistente à água, desenvolvido em conjunto com o Instituto de Pesquisas da Marinha do Brasil (IPqM). Ele pode levar até 1 kg de carga paga, com até 2 horas de autonomia de voo. Na versão solar, pode ser recarregado durante o próprio voo, sendo indicado para missões na área agrícola.
 
Consagrados

Durante a Drone Show, o público também poderá conferir os produtos já consagrados da Santos Lab. Entre eles, está o Carcará I, primeiro integrante da família de aeronaves militares da companhia. Esse drone leve é ideal para operações de até 1 hora de duração e está em uso pelo Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil desde 2006. Testado em campo, nas mais difíceis operações militares, o Carcará I tem sua versão civil, extremamente resistente, fácil de operar e com um custo reduzido. O sistema DeepStall permite o recolhimento da aeronave em espaços muito reduzidos, eliminando a necessidade de grandes áreas para pouso.
 
O Orbis é outro drone da companhia que estará na feira. Projetado para operações táticas rápidas em locais onde não é recomendável a utilização de aeronaves de asa fixa, esse Vant tem autonomia de 45 minuto e é ideal para operações policiais urbanas, levantamento rural ou para áreas de difícil acesso. Sua operação pode ser totalmente automatizada desde a decolagem até o pouco. O sistema pode ainda transportar diversos sensores ópticos e estabilizados, com alcance de 20 quilômetros. 
 
A empresa

A Santos Lab está há 10 anos no mercado, desenvolve e fabrica aeronaves não tripuladas para clientes nos setores militar e civil. A empresa possui uma gama de produtos operacionais, incluindo plataformas aéreas de 12 horas de duração, plataformas portáteis e compactas para lançamento e recuperação em locais restritos, e alvos aéreos para testes de mísseis antiaéreos.
 
Os produtos fornecidos pela Santos Lab, na área militar, equipam atualmente o Pelotão de Veículos Aéreos Não Tripulados do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil. Além das aeronaves já desenvolvidas e prontas para o fornecimento, a empresa pode adequar seus produtos existentes para as necessidades específicas de seus clientes ou desenvolver aeronaves inteiramente novas para aplicações especiais.



Outras coberturas especiais


Prosub

Prosub

Última atualização 23 ABR, 15:00

MAIS LIDAS

Vant