COBERTURA ESPECIAL - US - Geopolítica

14 de Julho, 2017 - 14:00 ( Brasília )

MACRON - TRUMP– “nada nunca nos há-de separar !”



Miguel Martins
Radio France Internacional

 
 
O presidente francês agradeceu hoje em Paris aos Estados Unidos "aliado seguro, amigos que vieram socorrer-nos". Emmanuel Macron fazia referência à entrada dos americanos há 100 anos na Primeira Guerra Mundial.

A entrada norte-americana no conflito foi decisiva no curso da história permitindo avanços substanciais que permitiram à França libertar-se da ocupação alemã.

A alocução presidencial francesa de Macron ocorreu após o desfile militar habitual na emblemática avenida parisiense dos Campos Elíseos comemorando a tomada da Bastilha em 1789 que precipitou a Revolução Francesa.



Tropa é inspecionada antes do desfile de 14 de Julho. Na frente soldados com o fardamento e armamento da época. Foto - US DoD

De forma inédita o chefe de Estado francês proferiu uma curta alocução, junto ao seu convidado de honra, o presidente norte-americano Donald Trump.


Uma mensagem que assinalou o encerramento também da deslocação de pouco mais de 24 horas a Paris do chefe de Estado norte-americano.

Trump e a sua esposa chegaram à capital francesa na manhã desta quinta, 13 de Julho, tendo visitado o túmulo de Napoleão antes de um encontro com o casal anfitrião no Palácio do Eliseu.

Emmanuel Macron e a sua esposa Brigitte convidaram, depois, a jantar num emblemático restaurante da Torre Eiffel o casal americano.
Os dois casais fizeram questão em assumir uma amizade que publicamente se traduziu em muitas palmadas amigáveis nas costas.

Do ponto de vista diplomático a sintonia foi também assumida sobre o combate ao terrorismo, nomeadamente na internet, e sobre a preparação de um roteiro para o pós guerra na Síria.

Confira aqui um excerto da alocução de Emmanuel Macron em Paris.

"A História da França não começa a 14 de Julho de 1789.

Mas nesse dia o povo mostrou quais os ideais que queria seguir.

E sempre, ao longo da nossa História, encontrámos em nós este amor da pátria que nos salvou.

... Esta energia para nos unir em torno destes ideais !

Encontrámos também aliados seguros, amigos que vieram socorrer-nos.

Os Estados Unidos da América fazem parte desse grupo.

É por isso que nada nunca nos há-de separar !

A presença hoje ao meu lado do presidente dos Estados Unidos, o senhor Donald Trump,  e da sua esposa, é o símbolo de uma amizade que atravessa os tempos.

E quero aqui agradecer-lhe, agradecer aos Estados Unidos da América pela escolha feita há cem anos."



Presidentes Macron e Donald Trump observam a passagem de carros de combate leclerc do exército francês


O Desfile

Os Estados Unidos foram homenageados pela entrada, há 100 anos, nos combates da I Guerra Mundial.

Para isso um contingente americano representando as 4 Forças Militares (US Army, US Navy, USAF e USMC) desfilou.

Também o Esquadrão de Demonstração da USAF, os Thuunderbids, equipados com aeronaves F-16 sobrevoaram Paris, escoltados spor 2 F-22 Raptor.



No dia 11 de Julho os Thunderbids sobrevoam Paris em uma preparação para o Desfile de 14 de Julho. Foto US - DoD

 


VEJA MAIS