COBERTURA ESPECIAL - UNODC - Defesa

30 de Maio, 2017 - 10:15 ( Brasília )

Dia Internacional do Peacekeeper em Brasília


Na Capital Federal, o Dia Internacional dos Peacekeepers das Nações Unidas foi comemorado com uma formatura militar na Base Aérea de Brasília. Homens e mulheres que contribuem para a manutenção da paz e da segurança ao redor do mundo foram homenageados durante a cerimônia, que contou com a presença de autoridades civis e militares.

“É um evento mundial, uma homenagem das Nações Unidas que repercute em todos os países colaboradores de tropa para as Missões de Paz. É uma forma de homenagear homens e mulheres que contribuíram para a paz mundial durante todos esses anos”, ressaltou o Chefe de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa, General de Exército César Augusto Nardi de Souza.

Atualmente, mais de 1.200 militares e policiais brasileiros atuam em algumas das 21 operações de manutenção de paz da Organização das Nações Unidas. “Ao longo dos últimos 13 anos, o Brasil enviou mais de 30 mil militares das três Forças Armadas à MINUSTAH e deixou um legado de sucesso junto à população haitiana.

Nossa atuação contribuiu para a reconstrução do país, após a redução dos níveis de violência, e proporcionou ajuda humanitária em catástrofes como o terremoto de 2010 e o Furacão Matthew em 2016”, destacou o Ministro da Defesa, Raul Jungmann.

Cerca de 300 capacetes azuis participaram da cerimônia, encerrando o evento com o desfile. “Tenho muito orgulho de ter participado de uma Missão de Paz e ter levado o nome do Exército Brasileiro além das nossas fronteiras”, disse Capitão Janilson Pereira do Nascimento, da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados. 

“O trabalho dos capacetes azuis brasileiros tem sido objeto de reconhecimento internacional e motivo de orgulho para o nosso País. Nosso interesse, no futuro, é levar para outros países e cenários esse elevado padrão de qualidade e o estilo brasileiro de peacekeeping, que já se consolidou como uma marca positiva da contribuição do Brasil como país que promove a paz”, ressaltou o Ministro.

FAB realiza cerimônia comemorativa ao Dia Internacional dos Peacekeepers¹

Na data em que o mundo faz homenagem aos “capacetes azuis”, o Dia Internacional dos Peacekeepers da ONU foi comemorado, na manhã desta segunda-feira (29/05), com cerimônia militar, na Ala 1, em Brasília (DF).



A cerimônia, marcada por emoção, lembrou o profissionalismo, a dedicação e a coragem dos militares que deixaram suas famílias, para atuar em missões de paz em zonas de conflito. Também marcou a solenidade uma coroa de flores azuis em honra aos soldados heróis, que doaram a vida em serviço durante missões de paz.

A solenidade contou com a presença de autoridades, como o Ministro da Defesa, Raul Jungmann, os comandantes das três Forças Armadas e o comandante da Ala 1, Brigadeiro do Ar Ary Soares Mesquita.

O Ministro da Defesa, Raul Jungmann, destacou o que as missões de paz representam para a defesa do Brasil e de outras nações. “Para outros países, possibilita a redução de conflitos, massacres, genocídios, mortes e traz de volta a segurança e tranquilidade para populações e nações inteiras. Já as Forças Armadas brasileiras têm a oportunidade de aprendizado operacional e de aperfeiçoamento da capacidade logística”, afirmou.

O Brigadeiro de Infantaria da FAB, Luiz Marcelo Mayworm, se pronunciou sobre a relevância das missões de paz. “É preciso manter viva a chama dos Peacekeepers, tão importantes para a segurança no mundo".

Já para o Major Fontes, que atuou na operação da MINURSO (Missões das Nações Unidas para o Referendo no Saara Ocidental) em 2014, “ser Peacekeeper é viver por um ideal. Morar no meio do deserto dentro de um container sem muito luxo. Não acompanhei a gravidez de minha esposa nem o nascimento de minha filha, mas, por um ideal, fiz valer o nome da Força Aérea”, revela emocionado.

Ao final da cerimônia, um desfile em honraria militar foi realizado pela tropa composta por militares da Marinha, Exército e  Aeronáutica.

Os ex-participantes de missões da paz da ONU, que estavam entre o público, se integraram à tropa.

¹por Aspirante Raquel Timponi / Agência Força Aérea

Leia também:

Ordem do Dia - Dia Internacional dos Peacekeepers [Link]

29 de maio: Dia do Peacekeeper da ONU [Link]