COBERTURA ESPECIAL - TOA - Geopolítica

03 de Dezembro, 2012 - 08:00 ( Brasília )

TOA - François Hollande e os Indígenas e a Intervenção na Amazônia.

Seguindo os passos do seu mentor político ( o ex-presidente Miterrand) o Presidente Francois Hollande defende o indigenismo e intervenção na Amazônia

 Amazônia: François Hollande e os Indígenas.


A nota do DefesaNet publicada, no dia 29 Novembro, sobre a visita do cacique Raoni e a recepção excepcional e carinhosa dada pelo Presidente da República Francesa, uma semana antes de receber a presidente do Brasil, em visita de estado são mensagens claras.

Ou de uma grande estratégia geopolítica da nação gala, rasgando os acordos de Parceria Estratégica, tão arduamente construído por Nicolas Sarkozy e sua equipe, ou de uma estultice de proporções amazônicas.

Pelo empenho e os holofotes dados pelo próprio Palácio do Eliseu, sede da presidência francesa, parece que a República Francesa optou pelo ativismo militante contra o seu próprio cidadão. Às diretorias das empresas ALSTOM, DCNS, THALES, DASSAULT, SAFRAM, AREVA e outras só restará suspiros de negócios e empregos perdidos.

Como recomendou o articulista da Página “ICE STATION ZEBRA”, que a presidente brasileira advogue a causa dos nativos da Alsácia, Córsega   e de outros povos nativos da República.

Nota: as fotos deste artigo são distribuidas pelo próprio Palácio do Eliseu.

Matéria em referência:  Foto do Dia - Hollande e o Indigenismo Link

O Editor  

DefesaNet

 

Brésil - Subversion - Amazonie : François Hollande et l'indigénisme . 
Traduzido da página ICE STATION ZEBRA Link


O site especializado em questões de defesa e geopolítica do Brasil " DefesaNet "publicou uma foto, que reflete a preocupação de grupos patrióticos brasileiros sobre a visita do indígena  Raoni txukarramãe ao presidente François Hollande, 29  de novembro de 2012. [link] Alguns leitores também expressaram preocupação sobre esta visita,  e conhecer o papel dos  socialistas franceses em apoiarem os ativismos indígenas na Amazônia brasileira.

Deve ser lembrado que um dos principais iniciadores da campanha "Internacionalização da Amazônia" foi François Mitterrand, o "pai" espiritual de François Hollande.

Foi durante uma escala em Paris – Aeroporto de Orly na sala VIP, durante uma viagem a Moscou, nos últimos meses de Gorbachev, que o presidente brasileiro José Sarney foi literalmente intimado pelo Presidente socialista francês a juntar-se ao seu projeto de "Internacionalização da Amazônia", em troca do perdão de parte da dívida externa brasileira.

François Mitterrand foi também o primeiro chefe de Estado a receber o indígena Raoni apesar dos pedidos em contrário da diplomacia brasileira.  

Por sua vez, o primeiro-ministro Michel Rocard (primeiro-ministro 1988-91), durante uma conferência no INPA (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia), em Manaus, onde eu estava presente (autor francês), também desenvolveu o projeto separatista-intervencionista.

"O chefe de Estado (Francois Hollande), elogiou o seu compromisso pessoal (Raoni) e corajoso com a preservação do meio ambiente", disse o Palácio do Eliseu, em comunicado.

François Hollande, "lembrou a mobilização da França para a preservação da grande floresta tropical e a proteção dos povos indígenas, que vivem na Amazônia e em todo o mundo ", continuou o presidente. O Presidente, de acordo com o Eliseu, também defendeu a ação da França em favor do "desenvolvimento sustentável da região amazônica da Guiana ", sublinhando  a importância da participação dos povos indígenas nas discussões e negociações que afetam seu futuro."

De acordo com Nicolas Hulot,  Presidente da “Fondation pour la Nature et pour l'Homme”,  declarou à televisão, que  François Hollande prometeu "levar a fala dos povos indígenas" à  presidente do Brasil, Dilma Rousseff, que estará na França, no dia 11 de dezembro, para uma visita  de estado  

Aposto que a presidente brasileira irá lembrá-lo de que a França espera vender caças ao Brasil [link] e talvez ela irá discutir as lutas pela libertação nacional e social - os verdadeiros "nativos da República" - Alsácia, Basco, Bretanha,  Catalão, Córsega, Flamengo, Picardia] e Savoisienne  e da resistência da população ribeirinha  local ao projeto ambientalista Ayraultport de Notre Dame des Landes!

Ele deve realmente achar que o intervencionismo ambientalista de Mitterrand é mais do que nunca atual para a agenda de um presidente globalista e submetido a pressão Khmer-Verde: François Hollande recordou "a mobilização da França em favor da preservação da grandes florestas  e os povos indígenas que vivem na Amazônia e em outras partes do mundo. "

 

Communiqué - Entretien entre le Président de la
République et le Cacique Raoni Metuktire
Palace du Elysée Paris 29 Novembre 2012


Le Président de la République a reçu ce matin, à l'Elysée, le Cacique Raoni Metuktire, accompagné de M. Gert-Peter Bruch, Président de l'association « Planète Amazone », et de M. Nicolas Hulot, Président de la Fondation pour la Nature et pour l'Homme, qui ont participé à l'entretien.

A 82 ans, le Chef Raoni effectue un déplacement en Europe dans le cadre d'une campagne de sensibilisation en faveur de la préservation de la forêt amazonienne et du respect des peuples qui y vivent.

Le Chef de l'Etat a salué son parcours personnel et son engagement courageux pour la préservation de l'environnement. Il a rappelé la mobilisation de la France pour la préservation des grandes forêts primaires et la protection des peuples autochtones qui y vivent, en Amazonie comme partout dans le monde. Il a souligné l'action menée par la France afin de favoriser le développement durable de la zone amazonienne en Guyane.

Le Président de la République, qui est intervenu au nom de la France à la conférence « Rio+20 » consacrée au développement durable, le 20 juin dernier, a réaffirmé l'importance d'une mise en œuvre de ses conclusions. Il a souligné l'importance d'une participation des peuples autochtones aux débats et négociations qui engagent leur avenir



Outras coberturas especiais


Especial Espaço

Especial Espaço

Última atualização 24 NOV, 15:00

MAIS LIDAS

TOA