COBERTURA ESPECIAL - TOA - Terrestre

06 de Março, 2020 - 10:10 ( Brasília )

Memória do patrono das Comunicações é reverenciada em evento comemorativo na cidade de Corumbá (MS)


No dia 4 de março, o Comando Militar do Oeste e a 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira promoveram a comemoração dos 116 anos da instalação da rede telegráfica em Corumbá. O General de Exército Lourival Carvalho Silva, Comandante Militar do Oeste, realizou a inauguração da placa de identificação da antiga estação telegráfica de Corumbá, em evento prestigiado por autoridades civis e militares.

O Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon nasceu em 5 de maio de 1865, no distrito de Mimoso, município de Santo Antônio do Leverger (MT). Formou-se engenheiro militar e bacharel em ciências físicas, naturais e matemáticas na Escola Superior de Guerra do Rio de Janeiro.

Entre 1890 e 1910, integrou e chefiou a Comissão de Linhas Telegráficas do Estado de Mato Grosso, que interligou as principais cidades da fronteira oeste brasileira com o restante do país, pelo meio de comunicação mais moderno existente à época. Nesse contexto, em 1º de janeiro de 1904, Rondon inaugurou, nessa edificação construída pela própria comissão, a Estação Telegráfica de Corumbá.

Em todas as suas andanças, Rondon desbravou mais de 50.000 quilômetros de sertão e estendeu mais de 2.000 quilômetros de linhas telegráficas, muitas vezes deparando-se com indígenas e colocando-os sob a proteção de sua tropa.

Ele se destacou muito nesse árduo labor de proteção aos índios brasileiros, sendo nomeado, em 1939, para a presidência do Conselho Nacional de Proteção ao Índio. Seu trabalho rendeu-lhe grandes homenagens, entre as quais o título de Marechal do Exército Brasileiro, duas indicações ao Prêmio Nobel da Paz e a denominação do atual estado de Rondônia, antigo Território do Guaporé.

Fonte: 18ª Bda Inf Fron

VEJA MAIS