COBERTURA ESPECIAL - TOA - Terrestre

31 de Janeiro, 2020 - 10:55 ( Brasília )

Em solenidade com a presença do Comandante do Exército, Comando Militar da Amazônia tem passagem de função


O General de Exército Estevam Cals Theophilo Gaspar de Oliveira assumiu, no dia 27 de janeiro, o Comando Militar da Amazônia (CMA). A cerimônia de passagem de comando contou com a presença de diversas autoridades civis e militares: o Comandante do Exército, General de Exército Edson Leal Pujol, os governadores dos estados do Amazonas e de Roraima e os comandantes de organizações militares subordinadas.

Durante a solenidade, o General Nardi, Comandante sucedido, apresentou as despedidas aos quase 20 mil homens e mulheres que se dedicam à missão de servir à Amazônia nas mais de 62 organizações militares, entre elas os 24 Pelotões Especiais de Fronteira (PEF) presentes na área de abrangência do CMA. “Vocês compartilharam comigo o peso da mochila, levando cada um a parte correspondente às suas missões, com responsabilidade e um profundo sentimento do dever, seja aqui em Manaus ou em Marechal Thaumaturgo, PEF mais novo e mais distante desta capital.

Vocês, com sua dedicação e entusiasmo, unidos pela selva, superam no dia a dia os desafios impostos pela missão nesta região tão complexa, permitindo que o CMA, como um todo, atinja seus objetivos em prol do Exército e do nosso Brasil. Mais uma vez, repito: foi uma honra comandá-los e espero ter sido digno desta distinção perante cada um de vocês. Essa seria a minha maior recompensa pelo trabalho realizado à frente do CMA”, declarou o General Nardi.

Após as palavras do Comandante sucedido, o Comandante do Exército destacou a atuação do Comandante do CMA nesses quase dois anos, fazendo a leitura de sua referência elogiosa. “As adversidades da selva foram estímulos para impulsionar novas conquistas. Sua ação de comando foi direcionada também para o sistema de comunicações, permitindo uma maior atividade de ligações com os Comandos de Fronteira e com as Brigadas. Merece destaque sua diligente orientação no planejamento estratégico, primando que planejar bem é fundamental para a execução. Sob o seu comando, o CMA assumiu muitas operações especialmente destinadas às áreas de fronteira. Em 2019, diante dos focos de incêndio na Amazônia que geraram repercussão nacional e internacional, ocorreu a missão do emprego das Forças Armadas na garantia da lei e da ordem”, destacou o Comandante.

De acordo com o General Leal Pujol, foi sob o comando do General Nardi que o CMA estendeu a mão amiga em diversas ações cívico-sociais, incluindo as de apoio à saúde. O Comandante do Exército ressaltou também a intensificação do relacionamento das nossas Forças Armadas com os países vizinhos. “Agradeço pessoalmente pelo profissionalismo, pela efetivação de comando e pelo ambiente de sadia camaradagem, otimismo, comprometimento e de fé no cumprimento da missão”, concluiu.


VEJA MAIS