COBERTURA ESPECIAL - TOA - Naval

26 de Outubro, 2018 - 11:25 ( Brasília )

2º Batalhão de Operações Ribeirinhas participa da Operação “Ribeirex 2018”


O 2° Batalhão de Operações Ribeirinhas (2°BtlOpRib) participou da Operação “Ribeirex 2018”, no período de 1º a 19 de outubro, nas proximidades do município de Parintins, no Amazonas.

A tropa do 2ºBtlOpRib contou com um efetivo de 101 militares e 18 embarcações de transporte de tropa. Os adestramentos envolveram ações típicas de operações ribeirinhas, que se iniciaram com o embarque da tropa e do material nos meios navais do Comando de Patrulha Naval do Norte, subordinado ao Comando do 4º Distrito Naval.

Em seguida, ocorreu o movimento para a área de operações, por meio do deslocamento dos navios. Durante a travessia entre Belém-PA e Parintins-AM, foi realizado o briefing da manobra, com informações e instruções sobre a missão e a tarefa a ser executada.

No decorrer da operação, os adestramentos foram voltados para a proteção dos meios navais, esclarecimento de margem, reconhecimento de pontos críticos, desembarque ribeirinho e ação no objetivo, que corresponde ao ataque da tropa a um determinado local em terra.

O Primeiro-Tenente (FN) Willison Jeferson de Medeiros destacou a importância da operação. “Durante o ano de 2018, realizamos vários adestramentos que convergiram para a atividade fim das operações ribeirinhas. A interação entre os militares e os meios da Marinha na Amazônia reafirmou a relevância que a ‘Ribeirex’ proporciona para a manutenção da soberania do nosso país”.

Para o Comandante do 2ºBtlOpRib, Capitão de Fragata Celio Litwak Nascimento, a “Ribeirex” é uma oportunidade de manutenção da prontidão operativa. “Estreitamos dos laços de amizade com os Fuzileiros Navais do 1º Batalhão de Operações Ribeirinhas, sediados em Manaus, que também participaram desta operação”, comentou.

A “Ribeirex” é um exercício anual que possui uma temática de Controle de Área Ribeirinha. A cada ano, são ativadas as chamadas Áreas de Operações, locais pré-determinados, em sistema de revezamento, ora na Amazônia Oriental, ora na Amazônia Ocidental.

Militares do 2° Batalhão de Operações Ribeirinhas durante ensaio para o desembarque tático