COBERTURA ESPECIAL - TOA - Naval

25 de Janeiro, 2017 - 09:00 ( Brasília )

MB realiza Ações de Patrulha Naval e Assistência Hospitalar no Rio Amazonas


O Comando da Flotilha do Amazonas (ComFlotAM), subordinado ao Comando do 9º Distrito Naval (Com9ºDN), realizou, no período de 11 a 19 de janeiro de 2017,a Operação de Patrulha Naval (PatNav), Assistência Hospitalar (ASSHOP) e Adestramento de Comandante (ADECOMTE-17) no Rio Amazonas.

A Operação teve como objetivos a realização de ações de Patrulha Naval no combate aos ilícitos transfronteiriços e crimes ambientais; prestar apoio às populações ribeirinhas de comunidades carentes de assistência médica, odontológica e sanitária; além de servir para adestrar os futuros comandantes de Navios-Patrulha Fluviais (NPaFlu) e Navios de Assistência Hospitalar (NAsH).

A Comissão contou com o emprego do NAsH “Carlos Chagas”, NAsH “Soares de Meirelles”, NPaFlu “Raposo Tavares”, NPaFlu “Rondônia”, militares do 1º Batalhão de Operações Ribeirinhas e um helicóptero do 3º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (EsqdHU-3). Tais unidades contribuíram para a condução dos exercícios operativos, manobras marinheiras, atendimentos médicos em comunidades ribeirinhas e a realização de uma Evacuação Aeromédica (EVAM) de um ribeirinho vítima de um acidente com fraturas em membros inferiores.

NAsH “Tenente Maximiano” inicia as ASSHOP do ano de 2017

O Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Tenente Maximiano”, meio subordinado ao Comando da Flotilha de Mato Grosso, suspendeu nesta sexta-feira, dia 20 de janeiro, para realizar Ações de Assistência Hospitalar (ASSHOP), distribuição gratuita de medicamentos, cirurgia de pequeno porte e palestras nas localidades isoladas dos Municípios de Corumbá (MS), Cáceres (MT), Santo Antônio de Leverger (MT) e Barão de Melgaço (MT).

No período de 11 a 20 de fevereiro, o NAsH apoiará também a fase fluvial da 10ª Edição do Projeto “Ribeirinho Cidadão”, desenvolvido pelo Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso em parceria com a Defensoria Pública. O projeto proporciona além dos serviços essenciais de saúde, justiça e cidadania para a população ribeirinha.