COBERTURA ESPECIAL - TOA - Terrestre

08 de Agosto, 2016 - 09:30 ( Brasília )

Exército reforça fiscalização na fronteira do Brasil com a Colômbia

As embarcações que navegam pelo rio Solimões são fiscalizads diariamente

O 8º Batalhão de Infantaria de Selva do exército brasileiro, que conta com mais de 900 homens e atua na região do Alto Solimões, no Amazonas, reforçou o efetivo na fronteira do país com a Colômbia e o Peru, durante o período dos Jogos Olímpicos.

São mais 200 homens trabalhando na fiscalização da circulação de estrangeiros na fronteira, com o objetivo de garantir que a competição transcorra normalmente. Além do controle terrestre, o exército também trabalha na vigilância dos rios da Amazônia.

No Rio Solimões, por exemplo, a força armada está intensificando a fiscalização na passagem de qualquer embarcação próximo à Base Anzol, uma unidade responsável por coibir a entrada de entorpecentes e mercadorias contrabandeadas no Amazonas.

De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas, em 2015 as ações integradas entre as polícias e as forças federais resultaram na apreensão de uma tonelada de drogas. As fiscalizações em embarcações, que navegam pelo Rio Solimões, são feitas diariamente.


Pelotão Especial de Fronteira (PEF) - Missões dos Pelotões¹

As atividades de um Pelotão Especial de Fronteira (PEF) podem serem resumidas em três palavras: VIDA, COMBATE e TRABALHO, que formam a "Tríade da Soberania". O cumprimento integral das rotinas do PEF somente pode concretizar-se por meio da dosagem equilibrada e harmônica do esforço desenvolvido em cada uma das atribuições acima citadas.

Prioritariamente, o PEF está apto para o cumprimento de sua tarefa de natureza essencialmente militar - COMBATE. As outras duas vertentes - VIDA e TRABALHO - são aspectos que assinalam o seu caráter de Organização Militar de natureza diversa e destinam-se à melhoria da qualidade de vida e das condições de trabalho de toda a comunidade.

Como Organização Militar empregada isoladamente em área de selva, dentre as missões de COMBATE que o PEF cumpre, destacam-se as missões de exercer a vigilância da linha de fronteira e proporcionar o alerta oportuno; prevenir e dissuadir atividades hostis e ameaças externas; garantir a inviolabilidade da fronteira terrestre.

As atribuições atinentes à VIDA são cumpridas por meio da execução de atividades de cunho prático, que visam a complementar a sobrevivência, tais como: exploração de recursos locais; criação de animais, principalmente de pequeno porte; implantação de horta comunitária; reflorestamento com árvores frutíferas; plantio de mandioca, milho, melancia, abóbora, feijão e outras culturas adaptadas à região. Tudo para o apoio à comunidade local.

Para a execução das tarefas referentes ao TRABALHO, o PEF possui uma infraestrutura que abarca algumas das seguintes atividades: serralheria, carpintaria, oficinas de manutenção; além de dispor de equipamentos de eletricista, bombeiro, carpinteiro e pedreiro.

¹ com CFSol / 8º BIS