COBERTURA ESPECIAL - TOA - Terrestre

30 de Março, 2015 - 09:00 ( Brasília )

EB divulga dados dos primeiros dias de operação nas fronteiras de RR

'Operação Curare V' destrói pistas clandestinas em garimpo de Roraima

'Operação Curare V' destrói pistas clandestinas em garimpo de Roraima

Como parte da ações desenvolvidas na Operação 'Curare V', o Exército Brasileiro explodiu duas pistas clandestinas na região Noroeste de Roraima que davam suporte ao garimpo ilegal, segundo informações do serviço de inteligência da instituição. A operação, que tem como finalidade combater crimes transfronteiriços no estado, está sob o comando da 1ª Brigada de Infantaria de Selva.

Uma das pistas destruídas, a Pista do Espadim, ficava localizada às margens do rio Uraricoera, no extremo Noroeste de Roraima. A outra, que foi inutilizada nesse sábado (28), ficava no meio da selva, em área indigena Yanomami, também na mesma região do estado. De acordo com o Exército, foram utilizados 45 quilos de explosivos na operação.
 

A 'Curare V', que ocorre em todo o arco fronteiriço e áreas indígenas de Roraima, tem como foco combater o narcotráfico, descaminho, tráfico de armas e munições, crimes ambientais, contrabando de veículos, imigração ilegal e o garimpo ilegal.

Dados da Operação

A 1ª Brigada de Infantaria de Selva do Exército Brasileiro divulgou nesta sexta-feira (27), os resultados dos primeiros dias da 'Operação Curare V', realizada nas áreas de fronteira de Roraima. Foram executadas apreensões, inspeções, revistas, vistorias e atendimentos cívico-sociais nos municípios e localidades atingidas pela ação, entre eles Uiramutã, Rorainópolis, Caracaraí, Bonfim e às áreas indígenas de Surucucu e Auaris.

Durante a operação foram apreendidos 20 litros de combustível, 240 travesseiros, 179 camisas e 72 bermudas, todos os materiais são frutos de descaminho, e equivalem a quase R$ 5,8 mil, conforme informou o Exército. Os dados mostram ainda que foram interceptadas 234 m³ de madeira ilegal, que seriam de extração e comercialização ilegal. O material foi avaliado em R$ 70 mil.

Em áreas de garimpos foram apreendidos materiais e equipamentos utilizados de forma ilegal como combustível e embarcações. Foram 1,3 mil litros de combustível, que representam quase R$ 4,6 mil; duas embarcações, que foram avaliadas em mais de R$ 10 mil.

De acordo com o Exército, durante as inspeções, vistorias e revistas foram abordados 455 carros, 82 motocicletas, 43 caminhões, 15 ônibus e 261 pessoas entre pedestres e ciclistas. A operação conta com cerca de mil militares de Roraima e do Amazonas.

Atendimentos cívico-sociais

Os militares do Exército realizaram nos dois primeiros dias da Operação 'Curare V', 26 atendimentos médicos e 55 atendimentos odontológicos nas regiões que recebem a ação cívico-social. Além disso, fizeram 45 procedimentos e uma manutenção em escola.