COBERTURA ESPECIAL - TOA - Terrestre

06 de Novembro, 2014 - 15:55 ( Brasília )

17ª Brigada de Infantaria de Selva – Operação IPIXUNA

A 17ª Brigada de Infantaria de Selva encerrou no dia 04 de novembro, a Operação IPIXUNA – Operação no Amplo Espectro: atividade de adestramento nível Unidade, na cidade de Humaitá-AM, reunindo tropas de Porto Velho-RO, Guajará-Mirim-RO, Rio Branco-AC e Cr

A 17ª Brigada de Infantaria de Selva encerrou no dia 04 de novembro, a Operação IPIXUNA – Operação no Amplo Espectro: atividade de adestramento nível Unidade, na cidade de Humaitá-AM, reunindo tropas de Porto Velho-RO, Guajará-Mirim-RO, Rio Branco-AC e Cruzeiro do Sul-AC.

A OPERAÇÃO IPIXUNA aconteceu em um contexto de dupla ação. De um lado, o Partido Vermelho, representado pelo 54º BIS, realizou o combate de resistência, tendo como base a hipótese de agressão ao seu território nacional por uma força incontestavelmente superior.

De outro lado, a 17ª Brigada Infantaria de Selva (-), o Partido Azul, Força Combinada, Conjunta e Interagência, com supremacia aérea e domínio do espectro eletromagnético, conduziu operações no amplo espectro, em meio à população, combinando atitudes ofensivas, defensivas, de pacificação e de apoio aos órgãos governamentais.

Todas as fases da resistência, e da invasão e pacificação de Vermelho foram vivenciadas, permeadas por fortes operações de informação, executadas por ambos os partidos. Foram realizados tiros reais de fuzis e dos helicópteros.

Inserido nesta operação, a Brigada também realizou um Exercício de Mobilização, oportunidade na qual reuniu uma subunidade com militares da reserva que, após treinamento de readaptação, passaram a integrar a Operação, tanto na resistência quanto na pacificação.

Outro fator de destaque na Operação foi a presença de acadêmicos de Jornalismo da Faculdade UNIRON de Rondônia, que realizavam um Estágio de Correspondentes de Assuntos Militares.

Foi criada uma central de jornalismo, da qual os alunos passaram a exercer a função de repórteres independentes e investigativos, produzindo matérias jornalísticas a partir das entrevistas cedidas pelos Partidos Azul e Vermelho no terreno.

Acompanhando o site jornalístico (criado para uso único e exclusivo dos integrantes da Operação), foi possível avaliar a eficácia das operações de informação de ambos os lados e observar qual partido conquistou a narrativa dominante.

Participaram desta Operação a Força Aérea Brasileira, com seus novos helicópteros de fabricação russa AH-2 Sabre, a Marinha do Brasil, a Polícia Militar do Amazonas, a Polícia Rodoviária Federal, a UNIRON e cerca de 900 militares do Exército Brasileiro, buscando atuar de forma cada vez mais eficiente, sempre, pelo Brasil. O exercício reuniu cerca de 200 viaturas, 35 embarcações e 3 helicópteros.