03 de Dezembro, 2012 - 11:07 ( Brasília )

Terrestre

FOTO REPORTAGEM - AMAN realiza Manobra Escolar

A EsSA também participou do exercíciio

A Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) realizou, no período de 12 a 24 de novembro de 2012, a Manobra Escolar. A atividade envolveu os cadetes dos 2º, 3º e 4º anos da AMAN, além de alunos de outros Estabelecimentos de Ensino do Exército (Estb Ens) formadores de sargentos da Força Terrestre (Escola de Sargentos das Armas, Escola de Sargentos Logísticos e Escola de Saúde). O exercício contou com a participação do 1º Batalhão de Aviação do Exército, do Hospital de Campanha e de outras organizações militares; com o apoio dos Comandos Militares do Leste, do Sul e do Oeste; e envolveu cerca de 3500 militares.

As atividades ocorreram no Campo de Instrução da AMAN e em regiões compreendidas pelos municípios de Resende, Quatis e Porto Real.  A Manobra Escolar é o exercício final do ano letivo e coroa todas as instruções ministradas; é a oportunidade que os cadetes do 4º ano têm de conduzir os demais nas atividades militares; e promove a interação entre os Estabelecimentos de Ensino do Exército envolvidos na Manobra.

Na oportunidade, os alunos puderam aplicar os conhecimentos adquiridos nas 3 escolas de formação em exercícios no terreno, visualizando o emprego doutrinário de forma integrada, o que possibilitou aos instrutores avaliar o nível de instrução alcançado pelos futuros sargentos.


A Manobra teve início com uma ambientação sobre o exercício, seguida de verificação do apronto operacional e dois dias de nivelamento doutrinário nos Cursos.

O Curso de Infantaria realizou ataques coordenados diurnos e noturnos, marcha para o combate, assalto aeromóvel e tiro de armas coletivas.

O Curso de Cavalaria realizou reconhecimento de eixo, isolamento e investimento em localidade, infiltração aeromóvel e ataque coordenado com utilização de Força Tarefa Blindada (FT Bld) .

O Curso de Artilharia realizou tiro real de 105 mm, 155 mm autopropulsado (AP), helitransportou uma Bateria utilizando o helicóptero EC 725 AP HM4 (Caracal) e participou dos tiros das armas coletivas.

O Curso de Engenharia realizou trabalhos de abertura de passagens em obstáculos, transposição de cursos de água, e destruição de posições organizadas pelo inimigo, proporcionando às tropas condições vantajosas para a ocupação do terreno.

As Comunicações foram responsáveis pela instalação de Posto de Comando e Posto de Comando recuado, Posto de Comando tático, ações de guerra eletrônica, estabelecimento de malha nodal, utilização de comando e controle em combate e execução de ações cibernéticas.


Paralelamente a essa atividade, foram realizadas ações cívico-sociais (ACISO) nas cidades de Porto Real e Resende, onde houve atendimento médico, odontológico, vacinação para pequenos animais e apresentações da Banda de Música da AMAN. (CCOMSEx)