24 de Agosto, 2012 - 18:00 ( Brasília )

Terrestre

Exército enaltece abnegação do militar brasileiro em cerimônia do Dia do Soldado


om a presença do ministro da Defesa, Celso Amorim, o comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, presidiu nesta sexta-feira pela manhã cerimônia alusiva ao Dia do Soldado, que condecorou mais de 250 militares, civis e organizações com a Medalha do Pacificador.

Exaltando o soldado que “vigia nossas fronteiras, protege as riquezas do nosso território, preserva nosso espírito patriótico”, o comandante enalteceu características de “abnegação” e “desapego de si mesmo”, típicas do combatente do Exército Brasileiro. O general, em discurso, lembrou também que a Força “tem buscado ser uma instituição total” que tem se aproximado cada vez mais da sociedade.

O Dia do Soldado é celebrado em 25 de agosto em homenagem ao patrono do Exército e pacificador da Pátria, marechal Luiz Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias. Na ocasião, o general Enzo o reverenciou, destacando sua “retidão moral e conduta”.

A solenidade, que aconteceu no Quartel-General de Brasília, contou com desfile de tropas do Batalhão da Guarda Presidencial, do 1º Regimento de Cavalaria de Guardas, do 32º Grupo de Artilharia de Campanha (GAC), entre outros. Alguns grupamentos se apresentaram com uniformes históricos e canhões do século 19.

Participaram, ainda, os comandantes da Marinha, almirante Julio Soares de Moura Neto; da Força Aérea Brasileira, brigadeiro Juniti Saito; o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, general De Nardi; e demais autoridades.

Blindado Guarani

Durante a formatura militar, materiais bélicos ficaram expostos no pátio. Entre os equipamentos, destaque para o novo blindado Guarani, recentemente incorporado ao Exército para testes operacionais. O veículo anfíbio comporta até 11 militares e é autotransportável. Possui canhão automático e tem como características mais significativas a robustez e o alto índice de nacionalização.

Medalha do Pacificador

Instituída pela Portaria nº 345, de 25 de agosto de 1953, a Medalha do Pacificador é uma alusão aos 150 anos de nascimento do Duque de Caxias. É concedida desde 1955 aos militares e civis, brasileiros ou estrangeiros, que tenham prestado serviços relevantes ao Exército, a fim de estreitar relações de amizade entre a instituição e outras nações, ou elevar o prestígio da Força.

Este ano, entre as organizações militares agraciadas, quatro receberam a insígnia das mãos do ministro da Defesa: Comando do 9º Distrito Naval da Marinha, Comando da 11ª Região Militar do Exército, Diretoria de Controle de Efetivos e Movimentação do Exército e o Comando-Geral do Pessoal da Aeronáutica.