20 de Abril, 2012 - 09:00 ( Brasília )

Terrestre

Dia do Exército é comemorado em solenidade no Quartel-General


A presidenta da República, Dilma Rousseff – comandante-em-chefe das Forças Armadas –, conduziu ontem pela manhã a cerimônia em comemoração ao Dia do Exército, em Brasília (DF). Na companhia do ministro da Defesa, Celso Amorim, e do comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, Dilma destacou em mensagem lida na cerimônia que a data “reveste-se de simbolismo especial para a nação.”

A presidenta lembrou que o Exército Brasileiro tem papel de destaque “em reconhecidas participações no exterior, nas Forças Internacionais de Manutenção da Paz, e também em sua atuação em território nacional, seja no apoio à ocupação de áreas de conflito no Rio de Janeiro ou no atendimento à população brasileira em situações de emergência.” Na ocasião, cerca de 200 militares e autoridades civis foram agraciados com a Ordem do Mérito Militar (OMM) – mais alta distinção da instituição.

Durante a cerimônia, o comandante do Exército fez um breve discurso onde ressaltou que “a formação da nacionalidade brasileira tem a impressão digital da nossa Força.” O general afirmou que a instituição está presente atualmente em “mais de 80 operações por dia, contribuindo com o desenvolvimento nacional, harmonia social e esforço pela paz mundial” e disse também que cada vez mais “o Brasil precisa de seu Exército com capacidade de dissuasão e pronta resposta.”

O general Enzo acrescentou, ainda, a atuação do Ministério da Defesa na consolidação do Plano de Articulação e Equipamento da Defesa (Paed), “planejamento que permitirá a implantação definitiva dos projetos estratégicos do Exército.”

Compareceram ao evento o comandante-interino da Marinha, almirante-de-esquadra João Afonso Prado Maia de Faria; o comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro-do-ar Juniti Saito; o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), general-de-exército José Carlos De Nardi; o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general-de-exército José Elito Carvalho Siqueira; o advogado-geral da União, Luis Inácio Lucena Adams; ministros do Superior Tribunal Militar (STM); integrantes do almirantado do alto comando das Forças; além de demais autoridades civis, militares e eclesiásticas.

Exposição

Após a cerimônia, a presidenta Dilma, acompanhada de Celso Amorim, dos comandantes das Forças e de demais autoridades militares visitou a exposição de material de emprego militar.

No espaço, encontravam-se duas viaturas lançadoras múltiplas universais do sistema astro, uma viatura blindada de reconhecimento (Cascavel), uma viatura blindada para transporte de pessoal (Urutu), duas aeronaves cougar e suas tripulações – empregadas recentemente em apoio ao comitê internacional da Cruz Vermelha, na missão de libertação de reféns na Colômbia –, quatro obuseiros leves de 105 mm light gun auto rebocado, a nova viatura blindada de transporte de pessoal Guarani e o radar Saber M60.

Mais cedo, integrantes do almirantado do Exército, Marinha e Aeronáutica e adidos militares participaram de solenidade no salão de honra do Quartel-General. Na ocasião, o ministro Celso Amorim e os comandantes das Forças cumprimentaram os militares pela data festiva.

O general Enzo enfatizou, na reunião privada, que “ao partilharmos esse momento, reverenciamos valores e a permanente dedicação das nossas caras tradições, que enaltecem o culto aos nossos heróis militares.”

19 de abril

O Dia do Exército celebra a vitória brasileira contra os holandeses na Batalha de Guararapes, nas proximidades de Recife (PE). É o marco do nacionalismo brasileiro.

Em 1648, para expulsar as forças invasoras, índios, brancos e negros se uniram, comandados por Felipe Camarão, Vidal de Negreiros e Henrique Dias, representantes dos três principais grupos étnicos do Brasil. Hoje, a área do combate, preservada em parque nacional, pertence ao município de Jaboatão dos Guararapes.

A partir de Decreto Presidencial de 24 de março de 1994, foi instituído o dia 19 de abril como data oficial da instituição.

Atualmente, o Exército conta com cerca de 200 mil militares que trabalham sob a missão de preparar a Força Terrestre para defender a pátria e garantir a lei e a ordem; participar de missões internacionais (por exemplo, as de manutenção da paz); e apoiar a política externa do Brasil.

No Ministério da Defesa, as comemorações alusivas à data começaram ontem (18/4), no Salão de Honra do órgão, com a entrega das medalhas da Ordem do Mérito Militar (em caráter excepcional), Militar por Tempo de Serviço, Corpo de Tropa e Marechal Trompowsky.

Ordem do Mérito

Criada pelo Decreto nº 24.660, de 11 de julho de 1934, a Ordem do Mérito Militar é concedida, salvo exceções, sempre no dia 19 de abril aos militares das três Forças, oficiais estrangeiros, organizações militares e instituições civis que tenham prestado notáveis serviços ao país. A condecoração possui os graus de grã-cruz, grande oficial, comendador, oficial e cavaleiro.

Na data de hoje, a OMM é entregue em todo o Brasil. Dentre as autoridades homenageadas, em Brasília, destacam-se as ministras-chefes Gleisi Hoffmann (Casa Civil) e Ideli Salvatti (Relações Institucionais). Elas receberam a comenda no grau de grande-oficial.