21 de Setembro, 2018 - 10:40 ( Brasília )

Terrestre

Sistema suíço de apuração de alvos eletrônicos usado em competições esportivas inova instrução de cadetes


O Polígono de Tiro Tenente Guilherme Paraense, da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), referência em instalações e inovação no cenário dos treinamentos para várias modalidades de tiro no Brasil, investe cada vez mais em tecnologia para aprimorar os resultados de atletas e a evolução do esporte, tanto no meio militar, quanto civil.

A Seção foi equipada, recentemente, com o sistema oficial de apuração de alvos eletrônicos Sius Ascor, de origem suíça. O equipamento é utilizado em mais de 40 países no mundo e, além de conferir maior precisão e dinamicidade às provas, permite ao atleta e à assistência verificarem, em tempo real, os impactos nos alvos e os resultados obtidos.

 

Durante a 52ª NAVAMAER, foram disputadas quatro provas na modalidade de tiro: Carabina de Ar 10 m, Pistola de Ar 10 m, Pistola de Fogo Central 25 m e Fuzil Standard 300 m. Durante as competições, de forma inédita, em todas as provas, o sistema Sius Ascor foi utilizado.

Dotado de alta tecnologia e complexidade, a estrutura montada possibilitou – e possibilitará em eventos futuros – o monitoramento e acompanhamento constante do desempenho do atleta, bem como as classificações individuais e por equipe.

Dessa forma, as competições realizadas na Seção de Tiro da AMAN serão, cada vez mais, eventos de excelência e de elevado padrão de qualidade, consolidando a imagem da Academia no cenário desportivo brasileiro.

 

Fotos: AMAN / EB


ÚLTIMAS

Terrestre

MAIS LIDAS