27 de Agosto, 2018 - 10:20 ( Brasília )

Terrestre

Chegada do Fogo Simbólico da Pátria marca o início das comemorações da Semana da Pátria em Santa Maria


Com o objetivo de exaltar a ideia de Pátria e cultuar as tradições nacionais, o Comando da 6ª Brigada de Infantaria Blindada realizou, no dia 21 de agosto, uma solenidade cívico-militar alusiva a 81ª Corrida do Fogo Simbólico, marcando o início das comemorações da Semana da Pátria.

A cerimônia foi presidida pelo Coronel Marcelo Lopes Fernandes, respondendo pela Chefia do Estado-Maior da 3ª Divisão de Exército (3ª DE), Divisão Encouraçada, e contou com a presença de autoridades civis e militares.

Após o canto do Hino Nacional Brasileiro, atletas da 3ª DE e representantes do Grupo “Os Legendários”, da Liga de Defesa Nacional, conduziram o Fogo Simbólico da Pátria, que foi recebido pelo Cel Lopes Fernandes e pelo vice-prefeito, que procederam o acendimento da pira.

O fogo simbólico ficará sob a guarda da Divisão Encouraçada, que será uma das entidades homenageadas durante a Semana da Pátria, em virtude de ter completado 110 anos de sua criação e, no dia 1º de setembro, por ocasião da abertura da Semana da Pátria 2018, será transferido para a Praça Saldanha Marinho, no centro da cidade.

 


Histórico do Fogo Simbólico da Pátria

O “Fogo Simbólico da Pátria” surgiu no ano de 1937, por iniciativa de um grupo de patriotas, no Rio Grande do Sul, que procurava um símbolo que representasse o ardor cívico do nosso povo. A escolha recaiu sobre o fogo, elemento cuja descoberta deu início à evolução do homem.

Levada a ideia à Liga de Defesa Nacional, entidade criada pelo poeta Olavo Bilac, Patrono do Serviço Militar, a proposta foi acolhida com entusiasmo e complementada com o acréscimo de que o “Fogo Simbólico da Pátria” deveria percorrer o Território Nacional, numa corrida de revezamento denominada Corrida do Fogo Simbólico da Pátria, cuja 1ª edição ocorreu em 1838, entre as cidades de Viamão e Porto Alegre (RS).

O Fogo Simbólico representa a Pátria, como uma chama que alimenta os valores espirituais da nacionalidade, além de proporcionar oportunidade de reflexão sobre o amor à Pátria e acerca da importância do culto aos Símbolos Nacionais. O calor da chama transmite a mensagem da preservação do patriotismo, civismo e respeito.

 

Fotos: Sd Henckes / Sd Marques - 3ª DE


ÚLTIMAS

Terrestre

MAIS LIDAS