26 de Julho, 2018 - 09:45 ( Brasília )

Terrestre

Workshop em Formosa (GO), tem como tema “Busca de Alvos” e discute Sistema de Mísseis e Foguetes


De 23 a 25 de julho de 2018, o Escritório de Projetos do Exército e o Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes (CI Art Msl Fgt) realizam a 6ª edição do Workshop – “Busca de Alvos”, em Formosa. No dia 23 de julho, houve a abertura das atividades, reunindo autoridades civis e militares especialistas em Defesa Nacional.

O General de Brigada R1 José Júlio Dias Barreto, gerente do Programa Estratégico Astros 2020, realizou a abertura da atividade. Na sequência, ocorreu uma palestra do General de Exército Paulo Humberto Cesar de Oliveira, cujo assunto abordou a visão do Comando de Operação Terrestre na Busca de Alvos.

Coordenado pelo Programa Estratégico Astros 2020, o evento tem o objetivo de discutir assuntos referentes ao Sistema de Mísseis e Foguetes, tratando de um tema extremamente relevante para a Artilharia de Mísseis e Foguetes – Busca de Alvos. O assunto é essencial para o desenvolvimento do Programa Astros, uma vez que possibilitará o aumento do poder de combate das Unidades do Forte Santa Bárbara e, consequentemente, a ampliação da dissuasão extrarregional da Força Terrestre.

A atividade contou com a presença do Comandante de Operações Terrestres, General Paulo Humberto; do 5º Subchefe do Estado-Maior Exército, General de Divisão William Georges Felippe Abrahão; do Comandante Militar do Planalto, General de Divisão Sérgio da Costa Negrães; e outras autoridades civis e militares. 

Um pouco do histórico desse Centro de Instrução

Nos anos de 1990, o Exército Brasileiro adquiriu cinco Baterias de Lançadores Múltiplos de Foguetes Astros II para modernizar sua Artilharia de Campanha e de Costa. O material foi distribuído em diversas regiões do território nacional.

Em 2004, ocorreu a centralização do Material Astros II, em decorrência da extinção de Unidades e da transferência do Grupo de Artilharia de Costa Motorizado para Formosa, transformado em 6º Grupo de Lançadores Múltiplos de Foguetes e Campo de Instrução de Formosa (6º GLMF/CIF). Em 2007, houve a implantação do núcleo do Centro de Instrução de Foguetes, vinculado ao 6º GLMF/CIF.

Em 2014, criou-se o núcleo do Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes. Por fim, em 2017, foi ativado o Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes e nomeado o primeiro comandante.