24 de Maio, 2018 - 10:30 ( Brasília )

Terrestre

Meios tecnológicos permitem que missão logística de suprir seja feita com eficiência, eficácia e segurança


A Base de Apoio Logístico do Exército (Ba Ap Log Ex), por meio do Estabelecimento Central de Transportes (ECT), está executando a missão de transporte de suprimento de diversas classes para a 5ª Região Militar e a 3ª Região Militar, que formam o “Eixo Sul”. A atividade, que se estenderá até o final do mês de maio, coloca em prática a nova logística imposta e demandada pelo Exército Brasileiro, buscando a criação de uma capacidade de transporte, com os seus módulos logísticos, sendo monitorado e controlado com o incremento de tecnologia apropriada.

A atividade está sendo planejada, monitorada e controlada pelo Sistema Integrado de Gestão Logística (SIGELOG), implementado pelo Comando Logístico (COLOG). O Sistema Gerenciador de Transporte do Exército Brasileiro, módulo de transporte do SIGELOG, possui as ferramentas de monitoramento e controle do comboio, que oferece, ao Centro de Operações de Transporte do ECT, a observação em tempo real da localização do comboio e a situação do material transportado.

 

O planejamento da missão de transporte do Eixo de Transporte Sul é caracterizado pela flexibilidade, adaptabilidade, modularidade, elasticidade e sustentabilidade (FAMES), sendo estabelecido um comboio conforme as demandas apresentadas. Tal atividade logística é complexa e cheia de riscos logísticos, como acidentes e roubo de armamento e da carga. Por isso, é necessário que todo o trajeto seja acompanhado por meio da tecnologia, a fim de que a atividade se torne eficiente, eficaz e segura, controlando e mitigando os riscos.

A missão está sendo apoiada por algumas organizações militares, como o 21º Depósito de Suprimento, 5° Batalhão Logístico, 63º Batalhão de Infantaria e 3º Batalhão de Suprimento, que promovem o bem-estar, com alimentação e alojamento, aos integrantes do comboio, que percorrem cerca de 3.500 km e permanecerão em operação militar por cerca de 12 dias ininterruptos.

Essa missão está prevista no Plano Geral de Transporte do COLOG, tendo como eixo principal de suprimento, a BR 116, que interliga os estados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.