06 de Abril, 2018 - 11:00 ( Brasília )

Terrestre

Entrega de espadas a oficiais generais renova compromisso do Exército com o País


Major Sylvia Martins


Em cerimônia realizada nesta quinta-feira, em Brasília, dezenove novos oficiais generais de Brigada do Exército Brasileiro receberam, simbolicamente, as espadas - réplicas da espada de Caxias - para consolidar o compromisso assumido, como chefe militar, no mais alto posto da carreira. O evento também marcou a promoção de outros dezessete generais, sendo três ao posto de general de Exército e quatorze ao de Divisão.

Durante a cerimônia - que contou com as presenças do ministro da Defesa interino, Joaquim Silva e Luna e do comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villlas Bôas – o chefe do Estado-Maior do Exército (EME), general Fernando Azevedo e Silva, em nome do comandante da Força, falou aos promovidos.

m seu discurso, o general Fernando escolheu cinco temas para a data: Caxias, patrono do Exército Brasileiro; os novos chefes militares, se referindo aos generais de Brigada, aos quais lembrou o atributo militar da lealdade; a família militar, para retratar os familiares que compartilham dos desafios e conquistas da carreira; a instituição Exército Brasileiro, com os valores que orientam o preparo e emprego das tropas, onde quer que  atuem; e o compromisso com a Nação Brasileira.

Sobre o último tema, compromisso do Exército com o País, o general Fernando destacou: “nunca nos furtamos ao chamamento da sociedade, com projetos estratégicos implantados, infraestruturas consolidadas, segurança e emprego respeitáveis”. Lembrou ainda que, no século 21, “o soldado verde-oliva passou a receber e solucionar demandas de toda espécie, muito além de suas tarefas constitucionais, a saber: Grandes Eventos, Missões de Paz, socorro às calamidades, segurança nas eleições e defesa do meio ambiente”.


 

No ano de 2017, segundo o chefe do EME, o Exército conduziu 1.027 Operações na faixa de fronteira, 45 missões de Garantia da Lei e da Ordem, 26 Operações de Varredura em Presídios, assim como distribuiu água e construiu cisternas em 816 municípios do semiárido nordestino. E no início de 2018, atendeu a duas missões: a Força Tarefa de Ajuda Humanitária aos imigrantes venezuelanos na região Norte e a Intervenção Federal no Rio de Janeiro.

“Somos todos nós, brasileiros, responsáveis em garantir que o Exército de amanhã seja melhor que o Exército de ontem e de hoje, junto com a Marinha e a Força Aérea”, foram palavras finais no discurso do general Fernando.
 

Participaram da cerimônia ministros de Estado, oficiais generais do Alto Comando do Exército e das outras Forças, representantes do Ministério da Defesa, autoridades civis e militares.

A Espada de General

Símbolo que envolve compromisso e tradição, a espada, entregue por ocasião das promoções de oficiais generais de Brigada do Exército, é uma réplica da espada do Marechal Luis Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias.

A cerimônia ocorre três vezes a cada ano e tem a participação de cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), que, com seus uniformes históricos, conduzem as espadas para a entrega.

A presença dos cadetes indica a renovação dos ideais, uma vez assumidos na AMAN, e a preservação das tradições do Exército Brasileiro.

Fotos: Alexandre Manfrim/MD