23 de Novembro, 2017 - 11:00 ( Brasília )

Terrestre

Sistemas e materiais de emprego militar do Exército Brasileiro contam com Diretoria especializada.


Brasília (DF) – O Exército Brasileiro investe, constantemente, em sistemas e materiais modernos de emprego militar, portanto, é imprescindível ter uma unidade dedicada e especializada na obtenção de sistemas e materiais desse tipo que envolvam pesquisa, desenvolvimento e complexidade tecnológica.

Criada em 16 de novembro de 2015, por intermédio da Portaria Nº 1.676, do Comandante do Exército Brasileiro, a Diretoria de Sistemas e Emprego Militar (DSMEM) tem o propósito de estabelecer na estrutura regimental do Exército uma Organização Militar, ativada sob a forma de Núcleo.

No dia 17 de novembro, no Quartel-General do Exército, uma cerimônia marcou os dois anos de criação da DSMEM, e teve a participação do Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia, General de Exército Juarez Aparecido de Paula Cunha, e do diretor da DSMEM, General de Brigada Dênis Taveira Martins.



“Somos poucos, mas somos dedicados e empenhados para retribuir a confiança que nos foi depositada pelo Exército Brasileiro”, afirmou o diretor da DSMEM.

O Chefe do DCT relembrou a criação da unidade e a necessidade de uma vertente relacionada ao material, ressaltando a importância da DSMEM para a área de Ciência e Tecnologia do Exército. “Hoje, a gente observa que a missão da Diretoria é fundamental para que o Exército possa centralizar as aquisições de sistemas complexos.

O trabalho que está sendo feito pela Diretoria é competente, junto com o Estado-Maior do Exército, na formulação conceitual de futuros projetos e programas estratégicos”, afirma General Juarez.

A Diretoria de Sistemas e Material de Emprego Militar (DSMEM) foi criada em 16 de novembro de 2015, por intermédio da Portaria Nº 1.676, do Comandante do Exército Brasileiro, com o propósito de estabelecer na estrutura regimental do Exército uma Organização Militar dedicada e especializada na obtenção de sistemas e MEM que envolvam P&D e/ou complexidade tecnológica.

A referida Portaria ativou a DSMEM sob a forma de Núcleo. Em 10 de fevereiro de 2016, por intermédio da Portaria EME Nº 028, foi expedida a Diretriz de Implantação da DSMEM.

Em 03 de maio de 2016, por intermédio da Portaria Nº 410, do Comandante do Exército Brasileiro, foi criado o símbolo e a bandeira insígnia da DSMEM. Trata-se de um escudo grego (o "hoplon") que é uma arma de defesa e, ao mesmo tempo, pode ser considerado um equipamento. Sendo a civilização grega antiga uma das que mais influenciaram as demais, o hoplon foi escolhido como "MEM universal".

No coração do escudo, foi usado o símbolo desenvolvido para representar todos os "Sistemas" do EB que vierem a surgir nos DOM ou nas Bandeiras Insígnias (Insígnias de Comando). O gládio (a espada romana) representa o próprio Exército ou "Comando". Em 13 de maio de 2016, ocorreu a cerimônia de assunção do 1º Diretor da DSMEM - Gen Bda Dênis Taveira Martins.

Até 2022, ser uma Organização Militar dedicada e altamente especializada na contratação de Sistemas e MEM que envolvam P&D e/ou complexidade tecnológica, em contribuição aos processos de obtenção das capacidades operativas da Força Terrestre, tornando-se uma referência no âmbito da Administração Pública Federal, ao proporcionar os maiores benefícios e os menores riscos para o Exército e sociedade brasileira.



Fotos: Sgt Negreiro / DSMEM - EB