07 de Setembro, 2011 - 10:25 ( Brasília )

Terrestre

Guarani – Torre UT30BR - Sistema de Armas Remotamente Controlado Aprovado


Nelson Düring
Editor-Chefe DefesaNet

 
 A empresa Elbit Systems Ltd.(Israel), anunciou hoje (07 Setembro), que foram concluídos com êxito os testes de aceitação da primeira torreta  de 30mm  UT30BR, ou - Sistema de Armas Remotamente Controlado Aprovado,que equipa o blindado Guarani 6x6, desenvolvido em conjunto pela  empresa IVECO e o Exército Brasileiro.
 
A torreta remotamente controlada UT30BR foi fornecida ao  CAEx (Centro de Avaliação do Exército,, Campo de Testes da Marambaia, Rio de Janeiro), e testada em todas as suas funções operacionais  assim como disparos contra alvos móveis ou parados. Os testes atenderam a todos os requisitos operacionais do Exército Brasileiro.
 
Foram realizados testes nas seguintes condições:

Veículo parado – Alvo parado
Veículo em movimento – Alvo parado
Veículo parado – Alvo em movimento
Veículo em movimento – Alvo em Movimento

 
DefesaNet teve conhecimento de que em todas as situações dos testes, os acertos foram de 100%. Os testes foram realizados em Julho e Agosto de 2011.
 
Após uma competição com vários fabricantes internacionais a Elbit Systems foi selecionada, em 2009 para fornecer torretas remotamente controladas para o Exército Brasileiro.
 
No início do ano de 2011, a AEL Sistemas,  subsidiária da  Elbit Systems, foi encarregada para o fornecimento da UT30BR 30 mm ao Exército Brasileiro, dentro do Programa da Viatura Blindada Guarani.
 
 A UT30BR incorpora um canhão automático de 30 mm da empresa americana  ATK, e uma metralhadora coaxial7,62 mm, um sistema de alerta laser (Laser Warning System -LWS), um visor panorâmico para o comandante e lançadores de granadas fumígenas. A UT30BR é estabilizada em dois eixos assim como um sistema de seguimento de alvos.Os dados técnicos da UT30BR são dados na tabela abaixo
 
As características proprietárias do sistema Elbit Systems, são uma solução aplicável para os desafios de operações assimétricas. O seu desenho único permitem que a tripulação opere no interior do veículo protegida pela blindagem deste. A empresa afirma que o seu desenho está baseado, em anos de operação em conflitos de baixa intensidade (LOC), por sistemas similares.

Uma vantagem é que não é estocada munião no interior do carro o que aumenta as chances de sobrevivência da tripulação caso atingida por mina ou seu casco seja perfurado por míssil ou munição.



Características da UT30BR

O UT30BR foi projetado para atender a uma variada gama de requisitos, oferecendo desempenho superior nas diversas condições de combate. Utilizando tecnologia de última geração, o UT30BR é resultado da experiência de mais de 30 anos no desenvolvimento de sistemas de tiro, aquisição e rastreamento automático de alvos em plataformas giro-estabilizadas.


Vantagens:

- Sistema eletro-óptico totalmente integrado;
- Adaptável a armas de baixo e médio calibre, de diferentes procedências;
- Sólida experiência em fornecimento de sistemas de armas;
- Compatível com vários tipos de carros de combate, veículos blindados e embarcações marítimas;
- Sistema em processo de nacionalização assegurando suporte técnico e logístico no Brasil;
- Programa em andamento para o Exército Brasileiro;
- Atende aos requisitos de diversas normas militares (MIL-STD).

Características:

- Torre leve, não tripulada, retrátil, ideal para uso em forças de emprego rápido, inclusive para transporte em aeronaves tipo C130 e o futuro KC-390;
- Armada com um canhão automático de 30mm e dotada de uma metralhadora coaxial de calibre 7,62mm e lançadores de granadas fumígenas;
- Permite integração com mísseis anti-carro, entre outros;
- Dois sistemas autônomos de observação diurna e noturna, sendo um para o comandante e outro para o atirador;
- É montada sobre o teto da viatura, sem ocupar espaço em seu interior, conferindo maior segurança para a tripulação;
- Sistema computadorizado de direção e controle de tiro, permitindo disparos de alta precisão durante movimento (contínuo, rajada ou intermitente), com contador de munição;
- Possui também proteção de blindagem modular OTAN Padrão STANAG 4569 nível 2, expansível a 4, distribuída em toda a torre, incluindo o sistema de observação do comandante, mira do atirador e munição;
- Possui sistema de alerta a laser contra ameaças externas;
- Possui sistema de acompanhamento automático de alvo.

DNTV

DefesaNet entrevista Gerente do Programa Guarani - General Cristino Link