10 de Novembro, 2015 - 09:30 ( Brasília )

Terrestre

EB - DECEx realiza Manobra Escolar 2015

Hospital de Campanha do Exército testa suas capacidades durante Manobra Escolar

Entre os dias 3 a 13 de novembro, o Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx) está realizando a Manobra Escolar, um exercício combinado envolvendo alunos e militares de todas as Armas, Quadro e Serviços do Exército Brasileiro, na área da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende, no Estado do Rio de Janeiro.

A atividade acontece anualmente com o objetivo de colocar em prática os conhecimentos adquiridos nas Escolas de Formação e Especialização do Exército, executando ações previstas nas doutrinas mais modernas de combate e integrando as diversas capacidades da Força Terrestre. Em uma área de 180 km2, o exercício conta com um efetivo aproximado de 4.300 participantes e quase 500 viaturas administrativas e operacionais, dentre veículos blindados sobre rodas e sobre lagartas.

Além dos cadetes da AMAN, participam do exercício, também, alunos, instrutores e militares de diversas especialidades, oriundos da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), do Centro de Estudos de Pessoal (CEP), da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (ESAO), da Escola de Saúde do Exército (EsSEX), da Escola de Sargento das Armas (EsSA) e da Escola de Sargentos de Logística (EsSLOG), que compõem um cenário simulado de combate para consolidar os conhecimentos adquiridos, finalizando mais um ano de instrução militar.

No contexto da Manobra, dentre as ações executadas para restabelecer um território tomado por forças adversas, estão as que envolvem operações ofensivas, defensivas e de pacificação, incluindo transposição de curso d’água; infiltrações; escolta e apoio aeromóveis; ressuprimento logístico; defesa química, biológica, radiológica e nuclear; evacuação médica; assistência humanitária; e ações cívico-sociais.

Para a realização da Manobra Escolar estão sendo tomadas diversas medidas de prevenção e controle de danos, com foco na segurança das atividades e nos militares e civis envolvidos no exercício, além da confecção de alimentos e a preservação das áreas utilizadas.

As atividades de campanha vêm sendo desdobradas no terreno, empregando de forma real as capacidades operacionais e as de apoio da Força Terrestre, a partir da integração entre as forças militares e os vetores civis que beneficiam diretamente a população local.

Junto com o exercício, ocorre o Estágio de Correspondente de Assuntos Militares (ECAM) para estudantes de faculdades de região, que tem como objetivo colocar em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula, associando-os a atividades militares.

A Manobra Escolar também estabeleceu parcerias com proprietários de terrenos do entorno da área de operações, a fim de possibilitar as práticas operacionais. Além disso, a comunidade está sendo beneficiada, ainda, com atendimentos médicos e odontológicos durante as ações cívico-sociais.

Hospital de Campanha do Exército testa suas capacidades durante Manobra Escolar

Hospital de Campanha do Exército (H Cmp), que possui a missão de realizar o apoio logístico de saúde aos efetivos empregados em operações, foi desdobrado em terreno próximo à Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende, em apoio às atividades da Manobra Escolar 2015.

No contexto do Exercício, o H Cmp foi montado de acordo com as necessidades de um Posto de Atendimento Avançado capaz de oferecer até 50 leitos. Dividido em nove barracas, foram montados módulos de enfermaria, de consultório, de recepção e triagem, de sala de imagem (equipada com raios x, ultrassom e eletrocardiograma), de emergência, de oftalmologia, laboratorial e odontológico.

Durante esse período de Manobra, o Hospital está contando com um efetivo profissional de onze médicos, cinco dentistas, três farmacêuticos, doze sargentos da área de Saúde e as equipes de apoio de rancho e de manutenção. Além disso, promove o intercâmbio entre mais dezoito alunos da Escola de Saúde do Exército, da Escola de Sargentos de Logística e de cadetes dos Cursos de Comunicações e de Intendência da AMAN.

Na tarde do dia 7 de novembro, foi realizada uma simulação de ataque entre forças oponentes da manobra escolar, e os supostos feridos foram evacuados para o H Cmp, a fim de treinar as capacidades operativas do Hospital.