27 de Outubro, 2015 - 10:25 ( Brasília )

Terrestre

O 6º Grupo de Mísseis e Foguetes em atuação


O 6º Grupo de Mísseis e Foguetes (6º GMF) tem a missão de realizar fogos contra alvos táticos, operacionais e estratégicos, a fim de proporcionar à Força Terrestre o maior poder de fogo disponível. Normalmente, os fogos são realizados sobre estruturas estratégicas, centros de gravidade ou alvos de grandes dimensões e longos alcances, conforme sua vocação para saturação de área.

O 6º GMF pode, ainda, complementar o apoio de fogo prestado pela artilharia de tubo, executando fogos de aprofundamento do combate, bem como realizar os fogos em apoio às operações conjuntas.

Essa Unidade de Artilharia é dotada do Sistema Astros, que atualmente utiliza os Foguetes SS-09 TS, SS-30, SS-40 e SS-60 – com alcance mínimo de 6,3 km para o foguete SS 09-TS e com alcance máximo de 70,4 km para o foguete SS-60, ao nível do mar. Os alvos mais compensadores para os foguetes são direcionados à interdição do campo de batalha, à artilharia inimiga, às concentrações de tropas ou de blindados, aos postos de comando, aos materiais de engenharia e às instalações logísticas.

Um exemplo de atuação do 6º GMF foi o realizado durante a Operação Treme Cerrado, ocorrida entre os dias 17 e 22 de outubro, no Campo de Instrução de Formosa. Nessa Operação, a 6ª Bateria de Mísseis e Foguetes, conforme denominação empregada no exercício, recebeu a missão de realizar fogos de saturação contra a Base Logística Terrestre inimiga. Para o cumprimento dessa missão, foram disponibilizados um Foguete SS-60, 16 Foguetes SS-40, cinco Foguetes SS-30 e 66 Foguetes SS 09-TS.