24 de Agosto, 2015 - 13:00 ( Brasília )

Terrestre

EB em Revista - Escola de Fogo de Instrução e Tiro das Armas Coletivas


2ª Bateria de Artilharia Antiaérea (2ª Bia AAAe) – Escola de Fogo de Instrução

Santana do Livramento (RS) Entre os dias 27 de julho e 8 de agosto, 2ª Bateria de Artilharia Antiaérea (2ª Bia AAAe) participou da Escola de Fogo de Instrução (EsFI) da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea, no Campo de Instrução de Formosa (GO) e realizou uma visitação à cidade de Brasília.

O exercício contou com a participação de todas as organizações militares de Artilharia Antiaérea do Exército Brasileiro. Os militares da Unidade tiveram contato com o que há de mais moderno em termos de material antiaéreo no Exército Brasileiro, como o Radar SABER M-60 e os novos centros de operações antiaéreas eletrônicos, equipamentos totalmente desenvolvidos pela indústria nacional.

Na EsFI assistiram demonstrações de tiros do canhão automático antiaéreo 40 mm C/70 BOFORS, do míssil RBS 70, da viatura blindada de combate Gepard 1A2, do sistema de foguetes ASTROS e ainda, a 2ª Bia AAAe realizou o primeiro tiro real com o míssil IGLA S 9K338, armamento de dotação da Bateria.
 

4º Batalhão de Infantaria Leve (4º BIL) – Tiro das Armas Coletivas

Osasco (SP) – No período de 18 a 20 de agosto, o 4º Batalhão de Infantaria Leve participou do Tiro das Armas Coletivas da 12ª Brigada de Infantaria Leve (Amv) no campo de instrução da Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende (RJ). As guarnições do Batalhão realizaram tiros de morteiro 60 mm, do morteiro 81 mm Royal Ordnance, da metralhadora Cal .50 M2 Browning, da metralhadora MAG (7.62mm) e do canhão sem recuo Carl Gustaf (84 mm). 

12º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado (12º Esqd C Mec) – Tiro das Armas Coletivas

Boa Vista – De 11 a 13 de agosto, o 12º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado participou do tiro das armas coletivas da 1ª Brigada de Infantaria de Selva, realizado no Campo de Instrução da Serra do Tucano (Bonfim/RR). O Efetivo Profissional e variável da Unidade aprimoraram seus conhecimentos executando tiros de metralhadora MAG .50, para-fal, fuzil automático pesado e canhão 90 mm da viatura blindada Cascavel.

10º Grupo de Artilharia de Campanha de Selva (10° GAC SL) – Tiro das Armas Coletivas

Boa Vista – De 10 a 13 de agosto, o 10º Grupo de Artilharia de Campanha de Selva participou do Tiro das Armas Coletivas da 1ª  Brigada de Infantaria de Selva. Os diversos subsistemas de Artilharia foram empregados na execução do tiro com o obuseiro 105 mm Oto Melara, o morteiro pesado 120 mm raiado e o tiro de metralhadora .50 mm.