11 de Julho, 2011 - 10:40 ( Brasília )

Terrestre

Sistema ASTROS II realiza lançamento de foguete terra-terra

No dia 7 de julho, o Comando Militar do Planalto organizou uma visita ao Campo de Instrução de Formosa, em Goiás, onde o 6º Grupo de Lançadores Múltiplos de Foguetes (6º GLMF) realizou um exercício de adestramento.

Brasília –  No dia 7 de julho, o Comando Militar do Planalto organizou uma visita ao Campo de Instrução de Formosa, em Goiás, onde o 6º Grupo de Lançadores Múltiplos de Foguetes (6º GLMF) realizou um exercício de adestramento de lançamento de foguetes do Sistema de Artilharia de Foguetes para Saturação de Área (ASTROS II). Com um alcance entre nove e 90 km de distância, o Sistema tem como diferencial a capacidade de disparar foguetes de diferentes calibres sobre a mesma plataforma.

O Sistema, que continua em desenvolvimento, e todas as pesquisas vêm influenciando a área de foguetes do País e impulsionando novas tecnologias, conforme explicou o Presidente da AVIBRÁS, Sami Hassuane, empresa que desenvolveu o Sistema junto com o Exército Brasileiro.

O sucesso do ASTROS II deve-se ao fato de o equipamento possuir alta mobilidade e proteção blindada; concentração de grande volume de fogo sobre o alvo; capacidade de estar preparado para pronto emprego praticamente o tempo todo, com possibilidade de bater alvos a grande distância, com reduzido tempo de resposta, possuindo três calibres diferentes sobre o mesmo sistema; reduzida tripulação; e a possibilidade de cada veículo ser transportado por avião cargueiro do tipo C-130, conhecido como Hércules. A viatura de comando e controle é um grande diferencial do Sistema, pois tem a capacidade de coordenar todas as etapas de lançamento de um foguete de forma rápida, precisa e eficiente.

O exercício de tiro, que foi acompanhado também por um grupo de parlamentares, fez parte do treinamento anual do 6º Grupo de Lançadores Múltiplos de Foguetes. Durante o adestramento, os deputados e assessores puderam conhecer o trabalho desenvolvido pela Artilharia de Campanha e Defesa Antiaérea do Exército, demonstrando a importância da indústria nacional no desenvolvimento e na produção de material de defesa com tecnologia agregada e, com isso, as possibilidades de exportação e desenvolvimento de mão de obra especializada, além de verificar a preservação ambiental feita pelo Exército em sua área de atuação.

O evento contou com a presença do Comandante Militar do Planalto, General-de-Divisão Araken de Albuquerque, e dos Deputados Federais Ricardo Quirino, Cesar Colnago e Berinho Bantim, acompanhados de consultores e assessores do Congresso Nacional.

Fonte: Exército Brasileiro