08 de Julho, 2011 - 12:07 ( Brasília )

Terrestre

Palmas poderá sediar base compartilhada da Aeronáutica e Exército


Publicado em O Girassol 07 Julho 2011


Palmas é uma das três cidades pré-selecionadas para sediar a base compartilhada de treinamento da Aeronáutica e do Exército Brasileiro no Centro Oeste. As outras duas cidades na disputa são Goiânia e Anápolis, em Goiás. Esta informação foi passada pelo comandante do VI Comando Aéreo Regional – 6° COMAR, major brigadeiro do ar Jorge Kersul Filho, durante visita ao governador Siqueira Campos nesta quinta-feira, 7. Presentes também o vice-almirante Walter Carrara Loureiro, comandante do 7º Distrito Naval, o cel. David de Moraes Carvalho, chefe do Gabinete do VI COMAR, o cel Fábio Augusto de Souza, chefe do Estado Maior do 6° COMAR, o tenente coronel Marco Antônio Martin da Silva, comandante do 22º Batalhão de Infantaria Motorizada do Tocantins, e o capitão de fragata Paulo César Potiguara de Lima, comandante da Capitania Fluvial Araguaia-Tocantins.

Durante o encontro o comandante do 6º COMAR, major brigadeiro do ar Jorge Kersul Filho disse que está em estudo a construção de uma base compartilhada do Exército e da Aeronáutica no Centro Oeste para receber uma unidade de transporte da Aeronáutica e uma unidade de paraquedistas do Exército. O governador Siqueira Campos afirmou que fará tudo que estiver a seu alcance para trazer a base militar para o estado, inclusive procurando fontes de financiamentos dentro e fora do Brasil, se necessário. Sugeriu que a unidade fosse instalada embrionariamente em Porto Nacional, onde já existe uma estrutura básica, com pista de pouso regulamentar e conjunto residencial. Essa seria uma forma de trazer a base com mais rapidez para o estado.

O comandante disse que a preferência das Forças Armadas é pela Capital, no caso de ser instalada no Tocantins, visando oferecer melhores condições para os militares que a comporão. Foi informado então que Porto Nacional dista apenas 60 quilômetros da Capital e possui uma boa estrutura urbana, dotada dos serviços básicos de um cidade de porte médio, fazendo parte da região metropolitana do Estado. Independente do local onde seja instalada, o governador Siqueira Campos reiterou que fará todos os esforços para ter a base militar no Tocantins.

Na ocasião Siqueira Campos solicitou ao comandante do 6º COMAR a inclusão no plano bienal de aeroporto no Estado do Tocantins, 2011-2012, o balizamento luminoso noturno nas pistas de pouso e decolagem dos aeroportos de Araguaína, Araguatins, Arraias, Caseara, Colinas, Dianópolis, Gurupi, Lagoa da Confusão, Mateiros, Paraíso, Porto Nacional, Taguatinga, Tocantinópolis e Xambioá. O comandante do 7º Distrito Naval, vice-almirante Walter Carrara Loureiro, informou aos presentes das atividades realizadas com cerca de 100 adolescentes em Palmas, em parceria com o Ministério dos Esportes e a comunidade.

Participaram da audiência, além do vice-governador João Oliveira, a cúpula militar do estado, composta pelo comandante geral da Polícia Militar, cel. Marielton Francisco dos Santos; cel. Jefferson Fernandes Gadelha, chefe do Estado-Maior da PM/TO; cel. Luis Cláudio Gonçalves Benício, secretário Chefe da Casa Militar; ten. cel. Alfrenésio Martins Feitosa, subsecretário chefe da Casa Militar; cel. Heraclides Pereira Filho, comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins; cel. Erli Lemes de Lima, chefe do Estado-Maior do CMB/TO; e os secretários Lívio de Carvalho, das Relações Institucionais; Alexandre Ubaldo, da Infraestrutura; Jaime Café, da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Agrário; Renam de Arimatéia, secretário chefe do Gabinete Civil; e Arrhenius Naves, secretário da Comunicação. (Informações da Secom)