30 de Junho, 2011 - 16:57 ( Brasília )

Terrestre

AFV - WARRIOR do Exército Britânico Ganha nova Proteção e Mobilidade

Modernização do AIV Warrior para operações no Afeganistão

Informe distribuído pela BAE Systems

Telford, Reino Unido – Os veículos Warrior, do exército britânico, em uso no Afeganistão, agora estão melhor protegidos e com mais mobilidade graças ao rápido ritmo de atualização de um pacote desenvolvido e entregue pela BAE Systems.
 
Além de uma série de pedidos que já haviam feitos pelo Ministério da Defesa do Reino Unido à BAE Systems, mais de 70 dos veículos de combate da infantaria foram atualizados, a um custo de £30 milhões. Também foram fornecidos novos kits de atualização.
 
Anteriormente, a BAE Systems já havia desenvolvido e produzido mais de 70 modificações operacionais urgentes (UOR) para os Warrior, preparando-os para operações em Kosovo, Iraque e agora no Afeganistão. Estas modificações tiveram como principal objetivo aumentar a proteção das tripulações dos veículos, tendo em vista a rápida evolução das ameaças e as severas condições do ambiente local.
 
Agora, cerca de 30 novas atualizações, conhecidas como TES(H) (Theatre Entry Standard - Herrick), foram projetadas, desenvolvidas, produzidas e instaladas nos veículos Warrior. Seus objetivos principais incluíam uma maior proteção da tripulação e a restauração da mobilidade do veículo – reduzida em função do seu aumento do peso, passando de menos de 30 toneladas para cerca de 40.
 
As atualizações TES(H) foram desenvolvidas, testadas e administradas pela equipe de Sustentação e Prontidão de Veículos da BAE Systems, localizada em Telford. Coube à BAE Systems coordenar a instalação dos novos componentes, que foi realizada nas instalações pertencentes ao Grupo de Suporte à Defesa (DSG), em Donnington. Todos os veículos já foram entregues para uso em treinamento e operações.
 
A lista de empresas britânicas subcontratadas para o programa inclui a Allen Vanguard (Tewkesbury), Astrum, Remown (ambas Co Durham), Caterpillar Defence Products (Shrewsbury), Dana Spicer (Birmingham), GKN Driveline (Telford), Icon Plymer (Nottingham), MTL (Rotherham) Thales Optronics (Glasgow), Thyssen Krupp (Birmingham), Tinsley Bridge (Sheffield) e W A Lewis (Shrewsbury).
 
“Em vista da natureza dinâmica das operações no Afeganistão, soluções em parceria, como este projeto que absorveu rapidamente as lições aprendidas na linha de frente, dão às nossas tropas o equipamento bem afinado de que precisam para executar suas tarefas da forma mais segura e eficiente possível”, disse o Tenente Coronel Tony Marinos, do quartel general da infantaria:.

“O rápido andamento das atualizações TES(H) foi possível graças ao nosso conhecimento dos veículos Warrior e do meticuloso planejamento feito, envolvendo a DE&S, DSG, nós e a nossa rede de suprimento, garantindo que estes veículos ficassem prontos para a linha de frente o mais rápido possível”, afirmou David Jones, líder do projeto Warrior na BAE Systems.
 
TES(H) inclui:
 

  • Um sistema modular de blindagem que agiliza e facilita a instalação de pacotes de elementos complementares de origens diversas, visando fazer frente a possíveis ameaças. Muitos destes pacotes foram desenvolvidos durante as modificações operacionais urgentes (UOR) anteriores.
  • Aprimoramento dos assentos e blindagem visando maior proteção contra minas.
  • Elevação da suspensão e da altura de rolamento visando maior mobilidade em terrenos difíceis.
  • Redução da transmissão final de menor razão visando aumentar a mobilidade em baixa velocidade e o desempenho em aclives
  • Freios Motorsport, derivados de fibra de carbono, reduzindo significativamente a distância para parar.
  • Além disso, outras dezenas de modificações UOR foram desenvolvidas e instaladas especificamente para o Afeganistão.