06 de Junho, 2014 - 11:10 ( Brasília )

Terrestre

Comando Militar do Nordeste tem nova direção


Após pouco mais de três anos sob a chefia do general Odilson Sampaio Benzi, o Comando Militar do Nordeste (CMNE) está sob nova direção. A responsabilidade por comandar os 23 mil militares da região agora está a cargo do general João Carlos de Jesus Corrêa.

A solenidade de substituição do comando do CMNE aconteceu na noite desta quarta-feira (4), em Recife (PE), e foi presidida pelo ministro da Defesa, Celso Amorim. O evento também contou com a presença do comandante do Exército, general Enzo Martins Peri.

A cerimônia teve início com a entrada da tropa no pátio do CMNE, ao som da canção “Fibra de herói”. Em seguida, os presentes entoaram o Hino Nacional. Após os discursos, foi a vez dos soldados desfilarem, encerrando a formatura.

Na ocasião, o ex-comandante agradeceu aos “valorosos militares cientes da importância que têm junto à população nordestina”. O general Benzi também cumprimentou os integrantes das “Forças coirmãs” – Marinha e Aeronáutica –, que atuaram com ele nas operações pelo Nordeste brasileiro. “Juntos somos maiores”, ressaltou.

Depois de 48 anos de dedicação ao Exército, Odilson Sampaio Benzi vai para a reserva e comporá o colegiado de ministros do Superior Tribunal Militar (STM), em Brasília (DF). À frente do CMNE, o general desempenhou as operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) batizadas de Bahia I e II, Maranhão, Ceará e Ilhéus, entre outras ações.

O Comando

Entre as atividades em que o CMNE atua está a Operação Pipa, que distribui água potável às populações vitimadas pela seca da região. E realiza, ainda, ações subsidiárias de apoio às áreas afetadas por enchentes, constantes na localidade.

O Comando Militar do Nordeste passa por processo de reestruturação. Recentemente foram recebidas mais de 2 mil viaturas operacionais, como ônibus-choque, e demais equipamentos.