04 de Junho, 2014 - 10:40 ( Brasília )

Terrestre

Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil encerra Estágio de Preparação para Missões de Paz


Com a cerimônia de entrega de certificados aos 24 alunos, chegou ao fim, no dia 30 de maio, mais um Estágio de Preparação para Missões de Paz (EPMP). O curso teve duração de dez semanas, tendo sido as quatro últimas realizadas no Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB) e foi inteiramente ministrado em inglês, já que o domínio do idioma é requisito fundamental para quem participa das missões individuais das Nações Unidas.

Com aulas teóricas, mas composto substancialmente de aulas práticas, o Estágio tem como objetivo preparar militares para exercer as funções de Observadores Militares, Oficiais de Estado-Maior e Policiais das Nações Unidas.

Alunos destacam o alto nível do Estágio e elogiam preparo do CCOPAB

O Major da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Sul, Átila Mesadri Pezzetta, acredita queo Estágio é fundamental para seu desempenho. Em sua primeira missão, no Timor Leste, o major Átila não frequentou o EPMP e acha que, caso o tivesse feito, teria desempenhado suas funções com muito mais facilidade. Agora, estando designado para emprego no Sudão do Sul e aliando a vivência de uma missão com o conteúdo abordado no Estágio, se sente muito mais tranquilo para exercer sua função como Policial da ONU.

Já o Major da Força Aérea Brasileira Marcos Afonso de Carvalho Quintella, também designado para a missão no Sudão do Sul, acha que a preparação dos brasileiros que vão para este tipo de missão se divide em antes e depois da concepção do EPMP. "O curso é um divisor de águas. Quase tudo que aplicamos em campo, durante a missão, é visto nos exercícios que realizamos".

O EPMP foi concluído por treze militares do Exército, quatro da Marinha, quatro da Força Aérea e três policiais militares de diferentes Estados, que agora aguardam para seguir para as missões para as quais estão designados.