09 de Abril, 2014 - 10:15 ( Brasília )

Terrestre

General Villas Bôas assume Comando de Operações Terrestres (Coter)


O general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas assumiu, nesta terça-feira (8), o cargo de Comandante de Operações Terrestres (Coter). Ele substitui o general Williams José Soares que estava no posto interinamente desde o início do ano. A cerimônia de passagem de cargo contou com a participação do ministro da Defesa, Celso Amorim, e do comandante do Exército, general Enzo Martins Peri.

O evento teve também as presenças de militares da Marinha e da Aeronáutica, além de autoridades civis do Ministério da Defesa. O novo comandante do Coter é gaúcho de Cruz Alta. Ele ingressou nas fileiras da Força Terrestre em 1967, na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas (SP).

Em 1972, iniciou na Arma de Infantaria em 7º lugar numa turma de 125 cadetes. Foi atleta de natação e polo aquático. Em 1973, foi declarado aspirante a oficial de Infantaria. O general Villas Bôas era o Comandante Militar da Amazônia (CMA).

Coter

O Comando de Operações Terrestres foi criado pelo decreto nº 99.699, de 06 de novembro de 1990. Suas instalações foram inauguradas em 07 de janeiro de 1991, no Quartel-General do Exército, sediado em Brasília. Teve como primeiro comandante o general Antônio Luiz Rocha Veneu.

Inicialmente, o Coter absorveu atribuições inerentes ao Preparo e Emprego da Força Terrestre. Porém, profundas modificações se processaram nos contextos nacional e internacional, fazendo com que este órgão de direção setorial se adequasse, da melhor forma possível, às novas necessidades da defesa da pátria.

Desse modo, coube a este comando a responsabilidade pela expedição de diretrizes e orientações que tratam do Planejamento Operacional e da Instrução Militar, visando ao emprego da Força Terrestre na Garantia da Lei e da Ordem, em Ações Complementares e em Operações Internacionais de Manutenção da Paz.