26 de Março, 2014 - 08:48 ( Brasília )

Terrestre

Guarnição de Santa Maria apresenta despedidas ao Comandante Militar do Sul


A Guarnição Federal de Santa Maria realizou, na manhã do dia 20 de março, as despedidas ao Comandante Militar do Sul, General de Exército Carlos Bolivar Goellner, por motivo de sua transferência para a reserva remunerada, após mais de quarenta e sete anos de serviços prestados ao Exército Brasileiro.
 

As homenagens iniciaram às 9h, daquela data, com a realização de uma escolta mecanizada e guarda de honra, conduzidas ao longo do trecho sul da Rua Capitão Vasco da Cunha e Avenida do Exército, no bairro Boi Morto. Em seguida, realizou-se uma formatura geral da Guarnição, no interior do Quartel do 1° Regimento de Carros de Combate (1° RCC), que contou com a participação de grupamentos representativos das Organizações Militares (OM) do Exército, sediadas em Santa Maria, e finalizada com um desfile da tropa a pé e de viaturas blindadas, mecanizadas e motorizadas de dotação das OM subordinadas à 3ª Divisão de Exército.
 

Após a formatura, o Comandante Militar do Sul percorreu as dependências do 1° RCC, cujo aquartelamento abrigava o 7° Batalhão de Infantaria Blindado (7° BIB) - Regimento Gomes Carneiro, quando o General Bolivar exerceu o cargo de comandante daquela tradicional Unidade da Arma de Infantaria do Exército.
 

O General Bolivar nasceu no dia 8 de abril de 1950, em Santa Maria-RS, é filho do Major do Exército Carlos Erico Goellner (falecido) e Zilda Terezinha Grando Goellner. É casado com a Sra Mafalda e tem um casal de filhos, Jerônimo e Lucrécia.
 

Ingressou nas fileiras do Exército, em 1967, como aluno da Escola Preparatória de Cadetes do Exército (Campinas-SP), e concluiu o Curso de Oficiais da Arma de Infantaria da Academia Militar das Agulhas Negras (Resende-RJ), em 1972, quando foi declarado aspirante-a-oficial.
 

Após ascender ao generalato, em março de 2002, o General Bolivar comandou a 17ª Brigada de Infantaria de Selva (Porto Velho-RO) e chefiou a Assessoria Especial do Gabinete do Comandante do Exército (Brasília-DF).
 

Como general de divisão, comandou a 3ª Região Militar (Porto Alegre-RS) e exerceu cargo de Subcomandante de Operações Terrestres, órgão de direção setorial encarregado de planejar e coordenar as atividades de preparo e emprego das tropas da Força Terrestre, no período em que efetivos do Exército foram empregados em apoio aos atingidos pelas tragédias na Região Serrana do Rio de Janeiro, terremoto no Haiti, enchentes no Nordeste e na operação de retomada da presença do Estado nos Complexos do Alemão e Penha, na cidade do Rio de Janeiro.
 

Em abril de 2011, em razão de sua promoção ao posto de general de exército, o General Bolivar se tornou o primeiro oficial-general natural de Santa Maria a assumir o cargo de Comandante Militar do Sul, responsável pela condução das atividades operacionais, logísticas e administrativas, destinadas ao preparo e emprego das Organizações Militares sediadas nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com um efetivo superior a 50.000 homens e mulheres e concentrando cerca de 80% dos meios blindados e mecanizados do Exército Brasileiro.
 

No decorrer da sua gestão à frente do Comando Militar do Sul, foram concebidos e implementados inúmeros projetos, com destaque para a criação do Simulador de Apoio de Fogo (SAFO), ora em construção no Campo de Instrução de Santa Maria (CISM); criação do Núcleo de Adestramento e Avaliação Sul (Nu CAA), instalado junto à sede do CISM; e a implantação do Programa de Racionalização Administrativa da Guarnição de Santa Maria (PRORASAM), com vistas à melhoria da gestão administrativa da Guarnição como um todo, em curso desde 2011.
 

Realizou inúmeras e frequentes visitas à “Capital dos Blindados”, no intuito de acompanhar, detidamente, o desenvolvimento das atividades operacionais, logísticas e administrativas de responsabilidade das Organizações Militares do Exército, sediadas nesta Guarnição.
 

O General Bolivar entregará o cargo de Comandante Militar do Sul, no dia 28 de abril de 2014, em solenidade a ser presidida pelo Comandante do Exército, na Guarnição de Porto Alegre, após completar 12 anos no posto de oficial-general.