19 de Fevereiro, 2013 - 10:40 ( Brasília )

Tecnologia

"Clothing stealth" poderá “cegar” drones


O nova-iorquino Adam Harvey, designer de vestuário, desenvolveu uma roupa que torna a pessoa que a veste "invisível" aos drones.

Em entrevista à Voz da Rússia, ele informou que muitas de suas invenções se devem ao fato de, vivendo em sociedade, as pessoas estarem constantemente na mira de vídeo  e câmeras fotográficas.

Uma das invenções de Harvey é uma roupa que reage ao flash e inutiliza os esforços dos repórteres.

As câmaras dos drones reagem aos raios infra-vermelhos emanados pelo corpo humano. Mas a roupa feita com este tecido metalizado reterá os raios térmicos e “cegará” os drones.

A questão dos drones ganhou maior importância na semana passada, quando Obama cedeu a demandas do Congresso e concedeu acesso aos comitês de inteligência da Câmara dos Deputados e do Senado para uma opinião jurídica sobre a morte de suspeitos de terrorismo dos Estados Unidos com ataques aéreos no exterior.

A autorização concedida na véspera de uma audiência no Senado para a confirmação de John Brennan para o cargo de diretor da CIA pareceu ter a intenção de evitar um confronto no Congresso. Brennan supervisionou a utilização de aeronaves armadas não tripuladas em operações de contraterrorismo em lugares como Afeganistão, Paquistão e Iêmen.

Durante o debate da semana passada, alguns parlamentares propuseram a criação de um "tribunal de drones" para aprovar os ataques contra supostos militantes. Mas autoridades dos EUA disseram que uma ação sobre isso é improvável.

No entanto, Obama disse em seu discurso anual do Estado da União, na terça-feira, que pretende se envolver com o Congresso para garantir que "os nossos esforços sejam ainda mais transparentes para o povo americano e o mundo".