09 de Janeiro, 2013 - 11:21 ( Brasília )

Tecnologia

Rohde & Schwarz - Flexibilidade ante Mercados mais Duros

A Rohde & Schwarz apresenta seu novo SDTR – Rádio Tático Definido por Software para emprego em terra – visando ampliar sua participação no mercado de radiocomunicações seguras.

 

Nota DefesaNet

Leia a entrevista e detalhes das atividades da R&S no Brasil
Herr Geschäftsfüher, ou em bom português, o Sr. Presidente Link

O editor
 

Flexibilidade ante Mercados mais Duros

por Vianney Jr.
Defense and Aerospace Analyst

O Colunista de DefesaNet viajou à convite da
Rohde&Schwarz à Munique


 

 
 
A Rohde & Schwarz apresenta seu novo SDTR – Rádio Tático Definido por Software para emprego em terra – visando ampliar sua participação no mercado de radiocomunicações seguras.
 
 

 
 
Em apresentação dirigida a representantes das principais mídias especializadas em assuntos de defesa de todo o mundo, a Rohde & Schwarz revelou em primeira mão, em sua sede em Munique, na Alemanha, o mais novo integrante de sua já consagrada linha de soluções em comunicação protegida, o R&S®SDTR, Rádio Tático Definido por Software para emprego em terra. Com 50W de potência sem a necessidade de amplificadores externos, e cobrindo frequências de 30 MHz a 512 MHz, a nova plataforma da R&S® permite alta taxa de transferência de dados, com proteção contra interceptação, em operações centradas em rede, nas mais rigorosas condições climáticas. No entanto, o que a empresa com quase 80 anos de experiência e faturamento anual da ordem de 1,8 bilhões de euros traz ao mercado, tem sua maior valia no aprofundamento em uma cada vez mais premente equação do mercado: flexibilidade para permitir interoperabilidade e compatibilidade com padrões específicos de cada operador, respeitando o desenvolvimento de suas respectivas indústrias e institutos de pesquisa nacionais.
 
O primeiro de uma nova geração
 
Reunindo vantagens estratégicas de mercado, que passam, por exemplo, pelos filtros integrados de alta performance que permitem a instalação das antenas com apenas 1 metro de distância entre si, o que corresponde a aproximadamente um terço da distância mínima requerida por equipamentos concorrentes, e o novo padrão de formas de onda que oferece completa capacidade de IP e MANET (Mobile Ad Hoc Networks – enlace de múltiplos saltos), permitindo uma integração completa com IPs de redes já existentes, o R&S®SDTR inovou na forma de pensar sua arquitetura, permitindo que formas de onda de outros fabricantes e até mesmo, desenvolvidos pelo próprio operador, sejam facilmente portados pelo rádio.
 


Muito além da “simples” tecnologia, uma lógica de mercado atualizada aos desafios econômicos atuais. O alvo principal deste desenvolvimento: aumentar a atual participação no mercado de comunicações táticas, que atualmente corresponde a 2%, dominados pela empresa alemã.
 

 
Com fortes concorrentes tanto nos mercados americano e europeu, a Rohde & Schwarz tem uma árdua tarefa, e para enfrentá-la aposta nos fatores chave de sua nova geração de rádios para vencer este desafio.


 
Um investimento para o futuro, capaz hoje de integrar-se com padrões pré-existentes, ao mesmo tempo em que projeta as formas de onda a serem adotadas internacionalmente com vários Mbit/s. O primeiro de uma família de rádios com capacidade de operação centrada em rede, alta taxa de transferência com até dois canais de voz em paralelo, com extrema velocidade e com a adoção de diferentes prioridades. Assim, o operador pode escolher a forma de onda que melhor se adequa aos requerimentos da missão quanto a alcance, taxa de dados e imunidade à interferência ou interceptação. O R&S®SDTR clama pela interoperabilidade e flexibilidade para múltiplas missões como seu grande diferencial competitivo de mercado.
 
Um gigante sobre quatro pilares
 
Qualidade, precisão e inovação. Sobre estes valores a Rohde & Schwarz justifica a fórmula encontrada para uma empresa com fundos próprios, atuante em mais de 70 países e com aproximadamente 9.000 empregados, estabelecer-se com sucesso em quatro pilares de atuação: Testes e Medições, TV e Radiodifusão, Comunicações Seguras, e Monitoramento de Rádio e de Rádio Localização. A participação significativa nestas diferentes áreas tem permitido à empresa permanecer-se estável ante as dificuldades econômicas globais, e mais ainda, manter um percentual de re-investimento de sua receita líquida anual em pesquisa e desenvolvimento, na média de 16%.
 

 

Nova Geração de RDS da R&S
 R&S®SDTR

Construído para formas de onda banda larga ≥ 2 Mbps
Potência de transmissão: 50 W PEP
Capaz de operar com IP e MANET
Multibanda: 30 a 512 MHz (VHF, UHF)
Multimodo: formas de onda HDR (“high data rate) e legadas
Filtros embutidos
Conforme com SCA v2.2.2
Peso: aprox.  15 kg
Dimensões: aprox. 300 x 320 x 120 mm


Para se ter uma idéia, a contribuição de seus equipamentos de teste e medição para o bem sucedido desenvolvimento da 4ª geração de rádios móveis é reconhecida na Europa, Estados Unidos e Ásia. Hoje, um em cada dois celulares em todo o mundo utilizou soluções de testes e medições da companhia, durante seu processo de desenvolvimento ou produção. Na área de comunicações seguras, os rádios táticos militares e de controle de tráfico aéreo civil confirmam o padrão alemão de robustez, confiabilidade e precisão.



A foto acima mostra os testes ambientais realizados pela R&S. Na demonstração em Munique um rádio foi operado a -40,3º C.

Cenário Tático

Na seqüência de fotografias abaixo as possibilidades de emprego tático dos rádios SDTR da R&S.