19 de Dezembro, 2012 - 09:10 ( Brasília )

Tecnologia

Rohde & Schwarz -Inaugura fábrica de transmissores digitais de televisão no Brasil

A empresa alemã Rohde & Schwarz inaugurou no dia 17 Dez 12 (segunda-feira), fábrica de transmissores digitais de televisão no Brasil

 

Nota DefesaNet - A empresa alemã Rohde & Schwarz tem uma importante perticipação em vários projetos militares brasileiros. Tanto na formação do Centro de Instrução de Guerra Eletrônica do Exército (CIGE) como no fornecimentos dos rádios para váias aeronaves brasileiras : Super Tucano, E e R 99, F5EM, etc.
Participou na formação da rede de dados BR2.

DefesaNet



Ana Rita Ferraciolli
Correspondente DefesaNet



Presente no Brasil há mais de 13 anos como empresa líder de mercado, a Rohde & Schwarz inicia uma nova fase de crescimento no país com a inauguração de uma fábrica na Zona Sul de São Paulo, no dia 17 de dezembro de 2012.

Segundo Heitor Vita, presidente da empresa aqui no Brasil, que abriu a cerimônia com seu discurso, foram investidos nessa nova planta US$ 15 milhões, que integra as áreas de engenharia com a de produção e desenvolvimento, buscando otimizar recursos técnicos e logísticos. É intenção da empresa é expandir a fabricação para atender à área de defesa, de acordo com os requisitos da Estratégia Nacional de Defesa, bem como atender às áreas civis e de segurança pública. Heitor revela ainda que acabaram de ganhar dois importantes projetos na área de rádio monitoração da Anatel e do Centro Tecnológico do Exército.

A capacidade inicial da fábrica será dedicada exclusivamente à fabricação de transmissores no padrão de ISDB-Tb, utilizados para transmissão de televisão digital. Posteriormente serão incluídos itens da linha de radiocomunicação para os mercados de Defesa e Governo, além de instrumentos para medição e teste.

As primeiras entregas da fábrica acontecerão em fevereiro de 2013 e os novos orçamentos já consideram os valores com base no fornecimento local. Prometem uma economia de até 40% nos modelos de baixa potência. Inicialmente serão fabricados transmissores digitais da linha TMU9 com refrigeração a ar e potência entre 10W e 3KW, além de gap fillers de até 100W. Os transmissores acima de 3KW continuarão a ser importados da Alemanha.

Segundo Manfred Fleischman, CEO da R&S Group Companies, esta é a primeira fábrica no continente americano, e diz ser muito importante para eles produzir os mesmos produtos de alta qualidade como em suas empresas na Alemanha. Através de cursos de treinamento intensivo realizado na Alemanha, têm feito investimentos significativos na transferência de tecnologia sobre os processos de produção para a equipe brasileira que vai operar nessa nova planta, e o índice de nacionalização dos produtos deve chegar a 65%.

Segundo o Eng. Eduardo Distler, Sales & Marketing Manager, que nos acompanhou no tour pela fábrica, a capacidade de produção é de 400 a 500 transmissores por ano. No laboratório de RF dedicada à área militar, revelou que há por volta de 3 a 4 milhões de Euros investidos em maquinário e bem como na área de calibração, permitindo a calibração de até 40 Ghz para os rádios militares.

Manfred salientou que os transmissores da R&S servirão bem ao mercado brasileiro quando na época das transmissões de qualidade de eventos como a Copa das Confederações em 2013, a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas em 2016.