16 de Julho, 2012 - 10:30 ( Brasília )

Tecnologia

Força Aérea do Peru desenvolve um radar de vigilância aérea de alta tecnologia


Peter Watson

Com o objetivo de melhorar a capacidade de vigilância do espaço aéreo sobre a Amazônia peruana, membros técnicos da Força Aérea do Peru (FAP) estão em pleno desenvolvimento do protótipo de um radar de vigilância aérea de alta tecnologia, que estará pronto para ser incorporado ao serviço operacional até o final do presente ano.

O projeto de desenvolvimento é produto de um acordo entre a Comissão Nacional para o Desenvolvimento e Vida sem Drogas (DEVIDA) e a FAP, através do qual a DEVIDA facilita os recursos financeiros para o fortalecimento do sistema nacional de vigilância aérea.

O acordo foi firmado entre a presidente da DEVIDA, Carmen Masías Claux, e o comandante de operações da FAP, Major-Brigadeiro Carlos Bohórquez Castellares, e faz parte do esforço de coordenação da DEVIDA com as entidades estatais envolvidas na luta contra o narcotráfico.

Masías chamou especial atenção para a missão realizada no espaço aéreo próximo à fronteira com o Brasil, país com o qual são realizados esforços conjuntos nesse sentido, e que será a principal área de interesse para o envio dos radares desenvolvidos pela FAP.

Ainda que as informações disponíveis sejam bastante sucintas, o Serviço de Eletrônica (SELEC) da FAP será o encarregado do projeto de desenvolvimento do radar, que terá capacidade 3D – o que é ótimo para trabalhos de vigilância aérea – e permite uma eficiente cobertura por radares em três dimensões, captando dados sobre elevação, raio e azimute dos objetivos detectados na área de influência do sistema de radar.