02 de Maio, 2012 - 15:00 ( Brasília )

Tecnologia

BAE SYSTEMS - Tecnologia militar usada para o desenvolvimento esportivo de alto rendimento


Desde 2008, a BAE Systems presta consultoria especializada nas áreas de engenharia mecânica, estruturas, aerodinâmica, hidrodinâmica, simulação e modelagem matemática, além de ciência dos materiais, para alguns dos principais esportistas da Grã-Bretanha. O objetivo da parceria de cinco anos firmada com a UK Sport é ajudar os atletas britânicos em sua busca pelo sucesso, nos principais campeonatos, incluindo as Olimpíadas de Londres.

Segundo o acordo, todo o conhecimento da BAE Systems volta-se para as áreas de desenvolvimento de esportes. Embora o valor seja de aproximadamente £1,5 milhões, calculado em horas de engenharia, o real valor e a capacidade dos atletas, nesse ano olímpico de aproveitar a expertise dos 18.000 engenheiros da BAE Systems, baseados no Reino Unido.
No total, a BAE Systems vem apoiando 20 equipes esportivas olímpicas, além de 140 atletas e treinadores, desde o início da parceria. Entre as principais modalidades contempladas estão:
 
Ciclismo

A BAE Systems instalou um sistema de monitoração do desempenho no velódromo de Manchester. A tecnologia baseada em cronometragem a laser, derivada de um sistema de identificação do espaço de batalha, permite a avaliação de atletas individualmente. Com a tecnologia, até 30 ciclistas podem treinar simultaneamente, graças ao novo sistema de cronometragem que utiliza o laser para fazer a leitura do código do atleta impresso em uma etiqueta refletiva de cada bicicleta.  Instalado em vários pontos do circuito, o sistema fornece os registros individuais com uma precisão de milissegundos, o que confere aos ciclistas britânicos uma maior vantagem em seu treinamento visando os jogos olímpicos. 
 
Iatismo

A BAE Systems ajudou a equipe de vela da Grã-Bretanha, usando um software de modelagem preditivo, desenvolvido para veículos aéreos não-tripulados e outros programas militares, que possibilita a treinadores e iatistas preverem, com precisão e detalhes, padrões de tempo, de seis a oito horas antes da regata.  Pela primeira vez, a equipe britânica de vela conta com meios de avaliar as condições meteorológicas locais, ajudando-a a planejar a rota mais rápida e competitiva. A inovação, conhecida como o Projeto DRAKE, é capaz de modelar e processar enormes volumes de dados meteorológicos, baseados na leitura de importantes fatores de tempo, incluindo a velocidade e a direção do vento, bem como alterações na temperatura e no teor de umidade.
 
Tiro

A modalidade double trap requer que os competidores acertem dois alvos de cerâmica, lançados simultaneamente, com três rodadas de 50 alvos.  Consequentemente, o atirador precisa disparar dois tiros o mais próximo possível um do outro, para garantir que ambos acertem o alvo.  Os cientistas da BAE Systems desenvolveram um aparelho eletrônico que mede a precisão e a consistência do tempo, entre o primeiro e o segundo disparo.  O sistema é formado por um microfone direcional e um algoritmo de detecção de pico, para determinar a diferença de tempo entre os dois tiros. Os antigos sistemas manuais de cronometragem podiam apenas medir tiros disparados, com 0,4 segundos de diferença entre um e outro.  Hoje, os tiros podem ser cronometrados com diferenças de disparos de 0,01 segundos.

Taekwondo

A BAE Systems tem trabalhado junto com a equipe britânica de taekwondo com o objetivo de melhorar o entendimento do colete de pontuação.  O órgão internacional de regulamentação do esporte obriga que todos os atletas usem coletes especiais que possibilitam uma maior pontuação nas competições.  Esta regra criou um problema para os países entenderem qual seria a melhor forma de pontuar, por meio dos impactos desferidos no colete, onde se deve socar ou chutar para obter pontuação máxima, assim como a consistência do colete.  Os engenheiros da BAE Systems analisaram o novo colete e testaram as respostas sobre os diferentes impactos, em experimentos desenvolvidos para duplicar os socos e os chutes desferidos em competições reais. Este conhecimento é essencial para que atletas e treinadores possam melhorar a precisão dos socos, chutes e pontapés tanto nos treinos quanto nas competições.
 
Paraatletas também se beneficiam

A BAE Systems apoia os paraatletas do Reino Unido, analisando o projeto de suas cadeiras de rodas.  Shelly Woods, por exemplo, fez testes em um túnel de vento, em Bristol, sob o olhar atento dos cientistas e engenheiros que ajudaram a desenvolver o caça Eurofighter Typhoon. 
Os dados coletados estão sendo usados para rever a eficiência aerodinâmica da posição sentada da atleta, visando determinar a melhor nas diferentes situações da corrida.  Os testes representam a primeira fase do projeto que examinará a estrutura mecânica da cadeira de rodas, abrangendo desde o material utilizado até a facilidade com que esta pode ser guardada, montada e mantida.
 
Sobre a BAE Systems

A BAE Systems é uma empresa global que atua nos segmentos de segurança, defesa, e aeroespacial com aproximadamente 94.000 funcionários em todo o mundo. A companhia fornece uma linha completa de produtos e serviços para forças aéreas, terrestres e navais, bem como soluções avançadas em eletrônica, segurança, tecnologia da informação e serviços de suporte a clientes. Em 2011, a BAE Systems alcançou vendas no valor de £19.2 bilhões, cerca de US$ 30.7 bilhões.
 
No Brasil, a BAE Systems está presente desde os anos 70, por meio de sua predecessora a VT Shipbuilding. Atualmente, a empresa mantém um escritório em Brasília (DF), que dá suporte às Forças Armadas, no que diz respeito a equipamentos como canhões navais, radares, veículos blindados, controles de voo para aeronaves, entre outros; e que busca estabelecer parcerias mutuamente benéficas, por meio da transferência de tecnologia, com os setores de segurança e defesa brasileiros.



ÚLTIMAS

Tecnologia

MAIS LIDAS