09 de Janeiro, 2012 - 15:04 ( Brasília )

Tecnologia

TURBOS - 50 Anos Aplicação Automotiva

Lançados em 1962, Oldsmobile F-85 Jetfire e Chevrolet Corvair foram os primeiros carros produzidos em série e equipados com turbos Garrett

ão Paulo (SP) – 9 de janeiro de 2012 - A Honeywell Turbo Technologies anuncia que inicia 2012 com a comemoração dos 50 anos de aplicação pioneira de turbos Garrett em automóveis de produção em série e que esse acontecimento será o símbolo para todas as atividades da empresa ao longo do ano.
 
Foi em abril de 1962 que o Oldsmobile F-85 Jetfire tornou-se o primeiro automóvel de produção em grande série lançado no mercado norte-americano, equipado com motor V-8 de 215 polegadas cúbicas (3.522 cm³) alimentado por um turbo Garrett T3. Pouco meses depois, a General Motors lançou também o Chevrolet Corvair, com motor de seis cilindros contrapostos e 2.300 cm3, igualmente equipado com turbo Garrett.
 
Para José Rubens Vicari, diretor-geral da Honeywell Turbo Technologies na América do Sul, esse pioneirismo é a marca da empresa, que se instalou no Brasil em 1976 para atender a um processo de mudança da motorização de gasolina para o diesel dos caminhões, ônibus e máquinas agrícolas brasileiros, em consequência da crise do petróleo da década de 70. “Nesse período de 36 anos, a Honeywell brasileira forneceu mais de quatro milhões de turbos para as fábricas de motores e também para o mercado de reposição”, salientou o executivo.
 
De acordo com Vicari, o lançamento do Oldsmobile F-85 Jetfire e do Corvair deu início a um processo de desenvolvimento e de criação de novos modelos de turbos, adotados por fabricantes de automóveis, veículos comerciais e máquinas agrícolas em todo o mundo, que contribuiu para a redução do consumo de combustível e das emissões de gases. Ao longo desse período, a empresa realizou uma série de inovações e aperfeiçoamentos que culminaram com lançamentos importantes e que resultaram em prêmios internacionais pelos benefícios proporcionados aos consumidores.
 
Vicari ressalta que a importância do turbo aumenta permanentemente e que, neste momento, é um componente vital para a indústria automobilística atender aos rigorosos limites de emissões de gases dos motores de veículos impostos em todo o mundo. “Em virtude dos benefícios que o turbo proporciona, nossa empresa prevê produção superior a dez milhões de turbos em 2012 e está preparada para atender à grande demanda pelo produto que marcará a atual década, que vai exigir volume anual superior a 20 milhões de turbos até 2020”, afirma.