01 de Março, 2013 - 00:05 ( Brasília )

Tecnologia

Celular - 1ª Chamada Completa 40 anos

Inventor da Motorola fez histórica ligação das ruas de Nova York usando ‘O Tijolo’



RIO - Serão comemorados na próxima quarta-feira, 3 de abril, os 40 anos da primeira ligação feita com um telefone celular.

Foi o inventor do aparelho, Martin Cooper, então trabalhando na Motorola, que realizou publicamente a primeira chamada usando um telefone móvel. Do outro lado da linha, porém, não estava um celular (não existia então outro aparelho móvel), mas sim um telefone fixo comum.

Na ocasião, usando um protótipo do celular DynaTAC, Cooper fez a histórica ligação durante uma demonstração para a mídia e para transeuntes, logo antes de uma coletiva de imprensa no hotel New York Hilton. A chamada foi feita na rua, na 6ª Avenida, em Manhattan, e conectou Cooper com uma estação-base que a Motorola tinha instalado no telhado de um prédio próximo, e que estava conectada ao sistema de telefonia convencional da AT&T.

Cooper ligou para seu interlocutor, que na verdade era seu principal competidor — o Dr. Joel S. Engel, chefe da Bell Labs.

“Joel, aqui é o Marty. Estou te ligando de um telefone celular, um verdadeiro telefone portátil celular de mão”, disse na chamada Cooper, que ainda fez algumas outras ligações depois desta primeira. “Fiz numerosas chamadas depois daquela, inclusive uma em que atravessei a rua enquanto conversava com um repórter de rádio de Nova York — provavelmente uma das coisas mais perigosas que fiz em minha vida”.

O aparelho DynaTAC (DYNamic Adaptive Total Area Coverage), conhecido como “O Tijolo” ou “O Sapato” (The Brick/The Shoe), pesava 1,14kg e tinha 25,4cm de comprimento. O aparelho já tinha sido testado várias vezes em laboratório, mas nunca no mundo real.

“Quando eu andei pela rua falando ao telefone, os sofisticados novaiorquinos ficaram boquiabertos ante a visão de alguém realmente caminhando enquanto fazia uma chamada telefônica", contou.

Desde o início dos anos 1970 Cooper liderava a divisão de sistemas de comunicações da Motorola, tendo concebido o primeiro celular em 1973 e liderado todo o trabalho de trazê-lo para o mercado, um processo que ainda demorou dez anos.

No total, o projeto foi fruto de 15 anos de pesquisas e de um investimento de US$ 150 milhões. O primeiro modelo comercial de celular foi o Motorola DynaTAC 8000X. Aparelho já mais aprimorado, ele pesava 790 gramas e custando na ocasião US$ 3.995. Um ano depois do lançamento, 900 mil unidades já tinham sido vendidas, uma quantidade de aparelhos que só no ano 2000 a empresa esperava vender.

Já existiam antes, também fabricados pela Motorola, sistemas de comunicação móvel em automóveis. Mas eram rádios-móveis e não telefones.

“O celular, a longo prazo, funcionará implantado sob a pele, atrás da orelha, junto com um um computador muito poderoso que será escravo de seu usuário”, prevê Cooper, hoje com 84 anos.