COBERTURA ESPECIAL - Tank - Terrestre

17 de Agosto, 2015 - 16:00 ( Brasília )

Análise - O “blindado mais mortal da Rússia” é realmente invisível?


  Engish version

Por Franz-Stefan Gady– Texto do The Diplomat
Tradução, adaptação e edição – Nicholle Murmel


Em julho deste ano, o vice-diretor da Uralvagonzavod, maior fabricante de blindados do mundo, declarou confiante em entrevista à rádio Ekho Moskvy que o novo blindado T-14 Armata é invisível para os adversários. As informações são do Moscow Times.

Porém, segundo especialistas americanos em armamentos russos entrevistados pelo IHS Jane’s Defense Weekly, a dita “invisibilidade” do Armata precisa ser entendida com reservas. “Essas alegações teriam que ser provadas. Colocar componentes geradores de calor na parte mais interna do veículo não resolve.

A tecnologia térmica moderna é muito sensível e quando um blindado se desloca, dispara seus armamentos ou um tripulante é exposto, a assinatura térmica será indicada. Além disso, não importa onde o motor seja colocado, esse motor potente o mastante para mover um tanque de 40 a 50 toneladas vai emitir uma assinatura térmica quando for acionado”, explicou um oficial superior da reserva ao Jane’s


 “O que você está tentando fazer ao reduzir o retorno do sinal de radar em cenários como esse também é muito diferente. Para alvos aéreos você busca reduzir a seção reta do radar (RCS) para tornar mais difícil fixar o alvo. Para alvos em terra, você tentaria fazer com que não fosse possível distinguir o blindado dos relevos e entulhos no solo. Esses dois objetivos não necessariamente se sobrepõe em termos de abordagem”, explicou um especialista russo.

Na verdade, sabemos muito pouco sobre essa nova peça de equipamento militar da Rússia, e é impossível, por enquanto, avaliar realmente suas capacidades. Trata-se mais de um jogo de adivinhação com pistas.



Outras coberturas especiais


TOA

TOA

Última atualização 19 OUT, 01:50

MAIS LIDAS

Tank