COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Tecnologia

04 de Julho, 2012 - 19:30 ( Brasília )

AEB - Analisa as novas diretrizes do Programa Espacial Brasileiro


A 63ª reunião do conselho superior da Agência Espacial Brasileira (AEB) ocorreu, na última terça-feira, na sede da AEB. O encontro teve como objetivo principal analisar proposta para o novo Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE). A expectativa é que esse documento seja finalizado no segundo semestre deste ano.

O evento contou com a presença do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Marco Antonio Raupp, que quando esteve no comando da AEB iniciou a reformulação do PNAE e uma aproximação com as mais altas esferas do governo. Tais iniciativas proporcionaram uma nova dinâmica ao Programa Espacial Brasileiro (PEB).  As perspectivas de um futuro promissor para as atividades espaciais e a consolidação de uma nova etapa apontam para consolidar ações de longo prazo típicas da área espacial.

O novo documento do PNAE visa estabelecer governança qualificada e competente para tornar o Programa Espacial em Programa de Estado, integrando-o às políticas públicas em execução no Brasil e satisfazendo as necessidades nacionais, respeitando prazos e custos. Com relação à industrialização, procura utilizar o poder de compra do Estado e estimula a criação de empresas integradoras capazes de fornecer sistemas espaciais completos.

Com relação aos desafios de alcançar a autonomia tecnológica, apoia a formação de recursos humanos qualificados para se atingir domínio das tecnologias críticas e de acesso restrito, com a participação da indústria nacional e do capital humano existente nas universidades e institutos de pesquisa, visando impulsionar e fortalecer a capacidade de lançamento de satélites a partir do território brasileiro.