COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Aviação

03 de Fevereiro, 2020 - 11:25 ( Brasília )

Centro Espacial ITA é inaugurado em São José dos Campos (SP)

Objetivo é diminuir a dependência internacional e valorizar os recursos internos do Brasil na área espacial

Major Pedro,  Aspirante Flávia E Tenente-Coronel Santana
 

O Centro Espacial ITA (CEI) foi inaugurado no dia 28 de janeiro, em São José dos Campos (SP). A cerimônia foi presidida pelo então Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Tenente-Brigadeiro do Ar Luiz Fernando de Aguiar, e contou com  a participação de representantes do Ministério da Defesa (MD), do Ministério da Educação (MEC), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), de Indústrias de Sistemas Espaciais e de Chefes e Diretores dos Institutos do DCTA.

O CEI é responsável pela capacitação de recursos humanos, bem como pela pesquisa e desenvolvimento no setor espacial no âmbito do Ministério da Defesa.

O Reitor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Professor Doutor Anderson Ribeiro Correia, agradeceu o apoio da Força Aérea Brasileira (FAB) para a implementação do Centro, bem como a colaboração do MD, MEC e MCTIC para a conclusão desse importante projeto para o Brasil.

O Chefe do CEI, Major Aviador Pedro Kukulka de Albuquerque, ressaltou os sete anos de desenvolvimento do projeto do Centro, que ocorreram por meio de diversas atividades que envolveram o ITA e a FAB. “O CEI tem como objetivo diminuir a dependência internacional e valorizar os recursos internos do Brasil na área espacial, buscando soluções melhores, mais rápidas e acessíveis para os 22 milhões de quilômetros sob responsabilidade da FAB”, comentou o Major Pedro.

Segundo o chefe do Departamento de Sistemas Espaciais do ITA, Professor Doutor Luis Eduardo Vergueiro Loures da Costa, "o fator humano é de grande relevância no CEI, para o andamento de importantes projetos, como o SPORT, satélite científico que está sendo desenvolvido em parceria com a NASA", ressaltou.

Alguns laboratórios  apoiarão as atividades de concepção e desenvolvimento de sistemas espaciais. A Sala Integrada de Gestão de Projeto (SIGP) foi estruturada para suportar e ensinar o processo colaborativo da Engenharia Simultânea; e o Laboratório de Simulação de Sistemas Aeroespaciais (LSSA) foi estruturado para suportar e ensinar a simulação distribuída e multi-domínio de cenários de conceitos de operação.

No LSSA, foi apresentado um projeto em parceria com a empresa SIATT de um míssil ar-solo. “A infraestrutura do CEI viabiliza as simulações de produtos desenvolvidos na SIATT, já que o custo para criar um local como esse, na empresa, é inviável”, comentou o Diretor da SIATT, Carlos Alberto Carvalho. Já o Laboratório de Sistemas Espaciais (LSE) foi estruturado para suportar e ensinar os processos de Engenharia de Sistemas para o acompanhamento do desenvolvimento de sistemas espaciais.

Por fim, o Laboratório de Testes de Sistemas Aeroespaciais (LTSA) foi estruturado para suportar e ensinar o desenvolvimento das engenharias das especialidades. Nesse laboratório, foi apresentado o conceito de FlatSat do projeto SPORT, sendo possível ver todos os sistemas do satélite operando, para a verificação das funções pretendidas.

Sendo assim, o CEI é mais um marco para a FAB na execução do Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (PESE), possuindo um papel importante na concepção das constelações do PESE, como o Carponis (satélite óptico) e o Lessonia (satélite radar).

Fotos: Sargento Roberto / ITA


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Russia Docs

Russia Docs

Última atualização 26 FEV, 11:50

MAIS LIDAS

Especial Espaço

6
25 JAN, 13:50

US Space Force Selo